Vereador Justiniano França pede serenidade para as eleições municipais de 2012 em Feira de Santana. Confira os pronunciamentos

Enquete: novo hospital estadual e revitalização do Centro de Abastecimento, as obras mais prioritárias para Feira

A construção de um novo hospital estadual e a revitalização do Centro de Abastecimento são as obras públicas mais importantes para Feira de Santana, em uma relação de cinco opções apresentadas através de enquete à comunidade, pelo site da Câmara Municipal.

A sondagem ficou à disposição dos internautas durante várias semanas. “Qual projeto deve ser prioridade em Feira de Santana?” foi a pergunta feita aos que frequentam este sítio do Poder Legislativo na web. Foram disponibilizadas cinco alternativas de resposta.

A construção de um novo hospital estadual – para melhorar o atendimento às emergências médicas, hoje realizado apenas pelo Hospital Geral Clériston Andrade – foi a resposta mais assinalada pelo público, com 36,33% dos votos.

Em seguida, com 28,91% dos votos, os feirenses elegeram como prioridade a revitalização do Centro de Abastecimento, entreposto comercial gerido pela Prefeitura e que proporciona trabalho e renda para milhares de pessoas.

A obra de duplicação do anel rodoviário de Feira de Santana – a avenida Eduardo Froes da Motta – surge como a terceira prioridade. Do total de respostas, 18,36% dos internautas votaram nesse investimento, de responsabilidade do Governo Federa.

A ampliação do Aeroporto João Durval Carneiro e a conclusão das obras do Centro de Convenções foram os investimentos menos votados pelos internautas. A primeira intervenção obteve 11,33% das respostas, enquanto a segunda apenas 5,08%.

OS NÚMEROS DA ENQUETE

Qual projeto deve ser prioridade em Feira de Santana? 11.33%

Ampliação do Aeroporto 5.08%

Conclusão das obras do Centro de Convenções 36.33%

Construção de um novo Hospital Estadual 18.36%

Duplicação do Anel de Contorno 28.91%

Revitalização do Centro de Abastecimento

Ailton Mô pede prioridade para saúde e ações preventivas na segurança pública

A falta de prioridade para a saúde e a ausência de ações preventivas para a segurança pública são duas das grandes mazelas da administração pública no país. A opinião é do vereador Ailton Rios, que se tornou conhecido, em Feira de Santana – principalmente devido a sua participação no futebol amador – como Ailton Mô.

Ele disse que há uma inversão nas políticas públicas, por parte dos gestores em todos os níveis. De origem humilde, o vereador atuava como motorista na área de saúde, antes de eleger-se para o mandato popular.

Diz que não será possível modificar a realidade, de alta incidência de crimes – especialmente homicídios – e de um atendimento digno para os cidadãos, na área de saúde, enquanto os responsáveis pela gestão pública não se atentarem para a necessidade de investimento pesado nesses setores.

Em auto-análise sobre o seu desempenho na Câmara de Feira de Santana, ele disse que abraça “o maior desafio que a vida nos impôs até o momento: cumprir esse mandato legislativo”.

Agradece aos que lhe confiaram em seus compromissos. Observa que mantém uma relação muito saudável com a imprensa e também com o Governo Municipal, tendo à frente o prefeito Tarcízio Pimenta.

Tourinho diz que Governo do Estado está em débito com Feira de Santana

O vereador Roberto Tourinho (PV), esta semana, em entrevista a Assessoria de Comunicação da Câmara (ASCOM), teceu críticas ao Governo do Estado, salientando que há uma reclamação muito grande da população, que esperava que alguns problemas fossem amenizados, sobretudo na segurança pública e na saúde.

Na sequência, ele destacou a morosidade para a execução de obras de infraestrutura, a exemplo das avenidas Airton Senna e Noide Cerqueira. “Nós entendemos de que o governo Wagner precisa avançar em atender essas reivindicações do povo baiano e, de forma especial, do povo feirense, visto que em Feira de Santana há uma carência muito grande de obras. O sentimento que se tem é que há uma situação de dívida do Governo do Estado para com a cidade”, observa.

O líder da bancada de oposição também não poupou críticas ao governo Tarcízio, enfatizando que a atual administração municipal é descompromissada com as questões populares.

“A minha meta para este ano no Legislativo feirense, além da apresentação de projetos de grande relevância social, é continuar na plenitude exercendo o nosso mandato, acompanhando, fiscalizando e denunciando os atos da administração municipal”, disse.

Tourinho, que também é advogado e jornalista, está exercendo o sexto mandato de vereador. Ele é autor de inúmeras leis na área da saúde, educação, direito do consumidor e projetos que priorizam os portadores de necessidades especiais.

No ano de 2011, o edil foi um dos que mais apresentou proposições na Casa da Cidadania, dentre os projetos sancionados destacam-se: lei municipal que dispõe sobre a reserva de vagas para maiores de 60 anos e aos deficientes físicos nas feiras livres e congêneres do município; lei municipal que determina reserva de vagas para alunos com deficiência nos contratos e convênios de estágios.

Em 2011, também foi sancionado, de autoria do vereador Roberto Tourinho, o projeto de lei que dispõe sobre a obrigatoriedade de afixação, na parte interna dos ônibus urbanos, do itinerário percorrido pelas vias públicas do município de Feira de Santana.

Justiniano pede “serenidade, respeito e ética” por parte dos políticos, em 2012

Vereador de três mandatos e secretário municipal com passagem por várias pastas nos dois governos do ex-prefeito José Ronaldo e também no atual, do prefeito Tarcízio Pimenta, o vereador Justiniano França conclama aos colegas para que mantenham a serenidade, este ano, que registra o último exercício da atual legislatura.

O pronunciamento chama à reflexão de toda a classe política, pois 2012 é ano eleitoral. A maioria vai buscar a reeleição, enquanto centenas de outros cidadãos se candidatam a um primeiro mandato eletivo.

“Devemos manter o respeito mútuo e a ética, diante da política e da concorrência, que neste ano estarão em destaque”, adverte o experiente vereador. Em sua opinião, exercer a vereança representa “um peso e uma responsabilidade muito grande, mas não um fardo”.

Atenta ainda para o fato de que, com a vigilância de uma imprensa cada vez mais presente aos trabalhos legislativos e com tantas alternativas de mídia, as ações dos homens públicos são registradas “sem distinção nem privilégios”, o que é, em sua análise, algo “bastante positivo”, por garantir uma análise isenta de cada acontecimento.

Fiscalizar e cobrar do Governo a realização de projetos estão entre as prioridades de Lulinha em 2012

Fiscalizar as ações e, ao mesmo tempo, cobrar, do Governo, a realização de projetos “que possam contribuir com a qualidade de vida da sociedade”. Essas são algumas das prioridades do vereador Luiz Augusto de Jesus, para 2012.

Vereador de segunda legislatura e um dos mais assíduos da Tribuna da Casa da Cidadania – praticamente em todas as sessões ele registra discursos sobre temas de interesse da população – ele diz que não leva discussões em plenário para o campo pessoal.

“Peço, inclusive, desculpas aos colegas que, em algum momento, em razão de um pronunciamento de minha autoria, se sentiram ofendidos. Não é esta a minha intenção, quando me manifesto nesta Casa sobre problemas que prejudicam a população ou quando trato de política”, afirmou.

Lulinha, como é mais conhecido, disse ter orgulho de ter sido “um camelô que se tornou vereador”. Agradece à imprensa pelas críticas construtivas, ao longo de 2011, o terceiro ano desta legislatura.

E reafirmou as críticas que tem feito ao Governo Jaques Wagner, especialmente no que diz respeito à segurança pública. “As estatísticas mostram que tivemos quase 400 assassinatos em Feira de Santana, em 2011, e o Estado nada fez”, atacou.

“Transmito o que penso e o que sinto”, afirma José Carneiro

“O homem tem o dever de acertar mais e errar menos”, diz o vereador José Carneiro Rocha. Pessoalmente, ele afirma que transmite o que pensa e o que sente. Considera virtudes, essas características, mas admite que tal postura, em alguns momentos, pode lhe trazer problemas.

O ser humano, diz o vereador, não é perfeito. “Certamente, tenho cometido erros, mas na tentativa de acertar. Se exagerei em algum momento, peço desculpas”, assinala, em referência aos embates políticos travados em 2011.

Cumprindo o segundo mandato, ele diz que no debate de ideias as questões pessoais não devem prevalecer. “Aos colegas, digo que o calor das discussões fique apenas no campo político. Não tenho mágoas de ninguém”, garante.

Em 15 de fevereiro ele completará um ano de legislatura, visto que assumiu o mandato na condição de suplente da vereadora Gerusa Sampaio, atualmente na Secretaria de Desenvolvimento Social.

José Carneiro registra o bom relacionamento que mantém com a imprensa local e agradece pelos elogios, mas também às críticas. “Eu diria que agradeço principalmente às críticas, que nos permitem evoluir”.

Câmara aprovou 177 projetos em 2011

Cento e setenta e sete projetos foram aprovados este ano pela Câmara Municipal de Feira de Santana. Este número envolve matérias de iniciativa dos próprios vereadores e do Poder Executivo.

Os dados constam do demonstrativo das atividades referentes aos trabalhos legislativos de 2011 – 3º período da 16ª legislatura. A estatística foi elaborada pela Divisão Legislativa da Câmara.

Do total de projetos aprovados, 96, todos de caráter ordinário, foram apresentados pela vereança. Entre os de Lei Complementar, um projeto foi de origem da Câmara, que aprovou também 10 Projetos de Resolução e outros 50 Projetos de Decreto Legislativo.

De origem do Governo, foram aprovados nove projetos de Lei Ordinária e outros 11 de Lei Complementar.

Dividindo os 176 projetos aprovados pelo período em que acontecem as sessões legislativas, são 19,5 matérias aprovadas por mês.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]