UNEB de Euclides da Cunha ganhará sede própria e oferta da graduação em engenharia agronômica. Ações vão demandar investimentos de R$ 3 milhões

Construção de sede própria e oferta da graduação em engenharia agronômica. Essas são as prioridades do Campus XXII da UNEB, em Euclides da Cunha, para o ano de 2012.

As ações devem demandar investimentos de mais de R$ 3 milhões, com recursos oriundos da administração central da universidade, do Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias (DCHT) do campus e de parcerias com o poder público local.

De acordo com a direção da unidade, a Prefeitura Municipal de Euclides da Cunha, além do terreno para edificação da sede, fará doação de mais dois espaços que serão utilizados pelo novo curso: um com 2,5 hectares, para a área de produção animal e vegetal − com salas, laboratórios e gabinetes de apoio administrativo e de campo −, e outro de 30 hectares, com vegetação de caatinga, estação meteorológica e um viveiro com sistema de irrigação para produção de mudas.

O projeto da nova graduação está sob avaliação da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) da universidade, e em junho deve ser apreciado pelo Conselho Universitário (Consu) da UNEB. A previsão é de que o curso já seja oferecido no próximo vestibular.

Laboratório de arqueologia e cidade cenográfica de Canudos

Ainda neste ano, o DCHT pretende construir um novo laboratório de arqueologia e história, que será instalado no Parque Estadual de Canudos (PEC).

Também está sendo iniciada a elaboração do projeto-base da Cidade Cenográfica de Canudos, que prevê a construção de 100 réplicas de edificações originais do arraial, além de duas igrejas que vão abrigar teatro e museus. O equipamento vai funcionar como um centro cultural durante o ano e, especialmente no mês de outubro, como cenário de encenação da Guerra de Canudos.

A oferta de um curso de mestrado sobre o tema sertanejo em parceria com os campi da UNEB em Paulo Afonso, Serrinha e Conceição do Coité, que compõem a Rede de Gestão Departamental (RGD) Antônio Conselheiro, também está entre as atividades previstas pelo DCHT para este ano.

2011: laboratório de línguas e qualificação do parque e do memorial

No ano passado, o departamento contou com investimento superior a R$ 200 mil da administração central da UNEB para construção do laboratório de línguas e obras para modernização do PEC e do MAC.

O laboratório, implantado em dezembro, está beneficiando diretamente 175 graduandos, além de professores e estudantes do ensino fundamental e médio da rede pública de Euclides da Cunha e de cidades vizinhas, a exemplo de Monte Santo, Canudos, Quijingue e Tucano.

No memorial, os investimentos foram aplicados para a compra de livros, computadores e estantes. No parque, em obras de requalificação de sua infraestrutura, com a construção de cisterna e a pavimentação da entrada.

Mais informações no site www.uneb.br.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]