Prejuízo com incêndio em galpão da Receita é estimado em US$ 34 milhões

O incêndio que atingiu um galpão utilizado pela Receita Federal, em Belford Roxo, Baixada Fluminense, na noite de ontem (16/01/2012), deve gerar prejuízos de cerca de US$ 34 milhões apenas em mercadorias destruídas. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, a estimativa foi feita pelo permissionário, responsável pelo depósito.

A assessoria explicou que o imóvel não pertence à Receita, embora ela fiscalize e controle as atividades exercidas em seu interior. O local funciona como um recinto alfandegado, para onde são encaminhadas as mercadorias importadas, enquanto aguardam o processo de tributação e liberação para serem comercializadas no país.

Estavam armazenados no galpão atingido pelo fogo, à espera do desembaraço aduaneiro, produtos de informática, eletroeletrônico, geladeiras, cosméticos, tecidos, além de mercadorias que haviam sido apreendidas em operações da Receita Federal, como alho, enlatados e lâmpadas, impróprias para o consumo.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, homens de sete quartéis foram mobilizados para combater as chamas, que só foram controladas na manhã de hoje (17). Ainda não há informações sobre as causas do incêndio.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]