Na Bahia, presidente Dilma Rousseff diz que país passou mais de 20 anos sem política habitacional

Em 30 de janeiro de 2012, a presidente Dilma Rousseff participa de ato de lançamento das obras de Urbanização Integrada da Bacia do Rio Camaçari, em Camaçari, na Bahia.

Em 30 de janeiro de 2012, a presidente Dilma Rousseff participa de ato de lançamento das obras de Urbanização Integrada da Bacia do Rio Camaçari, em Camaçari, na Bahia.

Ao participar do lançamento das obras de urbanização em Camaçari (BA), a presidenta Dilma Rousseff disse que pelas duas décadas que antecederam o governo petista o país não teve uma política habitacional. Dilma enfatizou a importância da casa própria para as famílias brasileiras e disse que a orientação de seu governo é garantir esse direito.

“Sempre que venho entregar ou lançar uma obra do Minha Casa, Minha Vida, ou qualquer projeto que tenha ligação com qualquer obra de retirada de população de área de risco é um extremo orgulho. Neste país, uma das coisas mais importantes que nós mudamos é justamente a política habitacional. O Brasil passou mais de 20 anos sem ter uma política real de garantia da casa própria para sua população”, disse a presidenta.

Na semana passada, Dilma classificou de “barbárie” a reintegração de posse executada pela Polícia Militar de São Paulo, na ocupação de Pinheirinho, em São José dos Campos, município do Vale do Paraíba. O governo chegou a ser criticado pelo PSDB, que acusou o Planalto de tentar politizar o assunto.

Hoje, Dilma enfatizou que a obrigação do governo, dos governadores e dos prefeitos é garantir o direito à casa própria. “A casa é talvez a coisa mais importante para uma família. É onde se criam os filhos, onde se recebem os amigos”, disse a presidenta.

Após o lançamento do projeto na Bahia, Dilma embarca para uma viagem internacional. Pela primeira vez como presidenta da República, Dilma visitará Cuba e Haiti.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).