Governo americano planeja reduzir em 40% tempo de concessão de vistos para turistas do Brasil, China e Índia

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou hoje (19/01/2012) ordem executiva com medidas para estimular o turismo no país. Quem sai ganhando é o turista brasileiro. De olho na classe média do Brasil, da China e Índia, o governo norte-americano prevê simplificar e reduzir em 40% o tempo de concessão de vistos para turistas dos três países, segundo informações divulgadas no site oficial da Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos.

A meta é entrevistar 80% dos candidatos em até três semanas após o pedido de visto. Outra ideia em teste é isentar viajantes brasileiros e chineses da entrevista para concessão do visto, desde que sejam classificados como de “baixo risco” pelo Departamento de Segurança, como aqueles que vão pedir a renovação do documento.

Com as iniciativas de estímulo ao turismo, Obama espera movimentar a economia do país, que enfrenta dificuldades. O turismo representa 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) e é responsável por 7,5 milhões de empregos nos Estados Unidos, conforme dados de 2010. Calcula-se a criação de 1 milhão de empregos na próxima década, se mais turistas estrangeiros escolherem os Estados Unidos como destino de viagem.

“A cada ano, 10 milhões de turistas de todo o mundo visitam a América. Quanto mais pessoas visitam a América, mais norte-americanos voltam ao mercado de trabalho”, disse Obama, no parque da Disney World, na Flórida.

Os chineses e brasileiros estão entre os turistas que mais gastam, de US$ 5 mil a US$ 6 mil por viagem. Em 2011, os consulados americanos emitiram 1 milhão de vistos na China e 800 mil no Brasil, crescimento de 34% e 42% respectivamente.

Brasileiros comemoram decisão dos Estados Unidos de agilizar concessão de visto

A decisão do governo norte-americano de tornar mais rápida a concessão de vistos para brasileiros foi recebida com comemorações hoje (20/01/2012) por quem enfrentava fila na Embaixada dos Estados Unidos, em Brasília. Para alguns turistas, a iniciativa mostra consideração ao Brasil devido ao grande número de pessoas daqui que viajam às cidades norte-americanas, além de demonstrar reconhecimento à importância que o Brasil passou a ter no cenário internacional.

Com o documento assinado ontem (19/01/2012) pelo presidente, Barack Obama, os Estados Unidos querem simplificar e reduzir em 40% o tempo de concessão de vistos para turistas do Brasil, China e Índia. A meta é entrevistar 80% dos candidatos em até três semanas após o pedido de visto.

Há quatro meses agendado para ser submetido à entrevista na embaixada, o biólogo Adriano Cunha, de 45 anos, pretende passear com a família nos Estados Unidos. “Acho importante essa decisão porque o Brasil manda muitos turistas para os Estados Unidos. Além disso, nosso país está em ascensão e adquiriu importância no cenário mundial, então nada mais justo que facilitar nossa entrada lá”, disse.

A estudante Érica Hoffay, de 19 anos, teve mais sorte do que o biólogo. Ela agendou a entrevista marcada para hoje há apenas uma semana. “Foi super rapidinho. Não tive problema algum”, disse ela, que vai para um casamento e ficará hospedada na casa de parentes nos Estados Unidos.

De férias com a família, o médico Elto Quintino Borges, de 47 anos, também disse ter conseguido com “facilidade” agendar a entrevista para a concessão de visto. “Quando marquei [a entrevista] pela internet era possível marcar para antes [de hoje], mas preferi o dia de hoje”, disse o médico. “Há muita exigência [de autoridades norte-americanas], mas nada exagerado”, acrescentou.

O visto é um documento de autorização para não imigrantes que vão temporariamente a um determinado país.

*Com informações: Agência Brasil

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]