Feira de Santana lidera com maior número de homicídios do interior. Deputada Graça Pimenta protesta e quer mais segurança

Dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) nesta quinta-feira (26/01/2012) apontam Feira de Santana como líder no ranking de homicídios intencionais do interior do Estado em 2011. Com cerca de 560 mil habitantes, o município registrou 379 homicídios no ano citado.

Preocupada com a situação, a deputada estadual Graça Pimenta (PR) quer mais segurança no Estado. “Os dados da SSP apontam também que o número de homicídios intencionais na Bahia reduziu pela primeira vez em 10 anos, porém não é essa a impressão que muitos cidadãos têm. Em Feira de Santana, por exemplo, cerca de 20 pessoas já foram assassinadas só neste ano. As ações contra a violência precisam ser mais eficazes”, frisa.

A parlamentar destaca que, “diante da violência que já vinha crescendo em Feira de Santana, o Governo Municipal está realizando ações de combate à violência, a exemplo da criação da Secretaria Municipal de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos (Seprev) e da instalação do sistema de videomonitoramento em pontos estratégicos da cidade, que já contribuiu para a prisão de acusados de assassinato com as imagens captadas”.

Em novembro de 2011 Graça Pimenta indicou a instalação da Polícia Interestadual (Polinter) em Feira de Santana ao secretário de Segurança Pública (SSP), Maurício Teles Barbosa. A parlamentar deseja que a indicação seja atendida o mais rápido possível.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).