Engenheiros apontam problemas na BR-324. Deputado Carlos Geilson lembra que prazo da ViaBahia encerrou na última terça

O prazo de 60 dias determinado pelo juiz Wagner Mota, titular da 1ª Vara Federal de Feira de Santana, para a ViaBahia realizar os trabalhos iniciais de recuperação da BR 324 venceu na última quarta-feira (24/01/2012), mas os problemas continuam. A convite do deputado estadual Carlos Geilson (PTN), os engenheiros civis Areobaldo Oliveira e Gerinaldo Costa percorreram a rodovia na manhã desta quinta-feira (26) e identificaram muitas irregularidades nas pistas, a exemplo de fissuras, falta de acostamento e má qualidade nos serviços.

Areobaldo Oliveira, especialista em Geotécnica e Pavimentação, afirma que a rodovia ainda está muito irregular, devido aos remendos feitos, e não oferece conforto para o motorista. “A termo de segurança melhorou, mas o resultado não é compatível com as normas internacionais de privatização. Eles atacaram pontos críticos e onde acharam que dava para aguentar deixaram. Há trechos bastante desgastados que precisam de intervenção localizada e ainda falta muito acostamento a ser concluído”, frisou.

Para Gerinaldo Costa, o lamentável é que as condições razoáveis que a BR apresenta agora não devem perdurar muito. Ele afirma que o problema da 324 é estrutural, já que foi projetada para um volume de veículos muito inferior ao atual. “A parte inferior do pavimento precisa ser reestudada, testada e a maioria reconstruída com pavimento de qualidade, para que deforme e volte ao normal e não que rompa como vimos em várias partes. Do jeito que está serão necessários reparos constantes, o que nos preocupa, porque o ideal seria que pudéssemos ter um longo período com a pista sem conserto e pelo visto o período não será tão longo assim”, acrescentou.

O deputado Carlos Geilson, que acompanhou a inspeção dos engenheiros, diz que o objetivo do convite foi observar os avanços e chamar atenção sobre as deficiências no serviço. “A pista está melhor, mas muito aquém do esperado para ser pedagiada. As melhorias feitas, segundo os engenheiros são meramentes paleativas. A preocupação principal é que os problemas retornem nos períodos de chuvas. Por isso, vamos continuar chamando atenção do Governo para que a ANTT intensifique a fiscalização junto a ViaBahia, para que tenhamos rodovias de qualidade”, destaca.

Até sábado (28), a ViaBahia deve enviar relatório para a Justiça sobre cumprimento da ordem. Segundo a Assessoria de Comunicação da concessionária, todas as obras exigidas pela Justiça Federal foram cumpridas e até outubro de 2012 serão finalizados os 280km prioritários das BRs 324 e 116-Sul. Em 2014, também de acordo com a assessoria, todas as obras serão finalizadas.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).