Deputado Zé Neto conversa com ministra do Desenvolvimento Social sobre o papel dos Agentes de Saúde no processo de combate à pobreza

Zé Neto aproveitou para solicitar um diálogo mais aprofundado sobre o tema entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o Ministério da Saúde e a Secretaria Nacional de Renda de Cidadania.

Zé Neto aproveitou para solicitar um diálogo mais aprofundado sobre o tema entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o Ministério da Saúde e a Secretaria Nacional de Renda de Cidadania.

Líder do Governo aproveitou para solicitar um diálogo mais aprofundado sobre o tema entre o MDS, o Ministério da Saúde e a Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. 

Ao final do Segundo Encontro Estadual de Gestores do Programa Bolsa Família (clique aqui para saber mais), que teve início nesta terça-feira (17/01/2012) e segue até esta quarta (18), o deputado estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa da Bahia, Zé Neto (PT) – que há mais de 20 anos milita em prol dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE), chamou a atenção da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Teresa Campelo, e do secretário Nacional de Renda de Cidadania, Tiago Falcão, quanto a relevância da utilização dos Agentes de Saúde na promoção, orientação e fiscalização de Programas Sociais no que tange o alcance e abrangência do Plano Brasil Sem Miséria (clique aqui para conhecer o Plano) para o processo de superação da extrema pobreza no país.

“O Agente de Saúde é aquele que está na ponta, que conhece de perto a população, que pode recolher os dados para o CadÚnico e repassar essas informações, importantes para a implementação de políticas públicas, para as prefeituras com vistas de que tais dados cheguem aos governos estadual e federal”, disse o deputado. Esse cadastro possibilita conhecer a realidade socioeconômica das famílias e ajuda ao poder público formular e implementar políticas específicas, que possam contribuir para a redução das vulnerabilidades sociais.

Zé Neto aproveitou para solicitar um diálogo mais aprofundado sobre o tema entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o Ministério da Saúde e a Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Nos próximos dias o deputado deve conversar diretamente com o Diretor de Anteção Básica do Ministério da Saúde, Heider Pinto.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).