Deputado critica volume de homicídios, classificando de final de semana sangrento com 38 assassinatos entre a RMS e RMFS

Os dados da violência na Bahia são assustadores. Neste final de semana, Salvador e região metropolitana registraram 28 mortes e 16 tentativas de homicídios – o final de semana mais violento do ano -, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP). A segunda maior cidade do estado, Feira de Santana, também estampou as páginas policiais. Foram 10 homicídios e 1 suicídio.

Na última quinta, 26, o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, divulgou dados mostrando que o número de homicídios na capital baiana diminuiu 6,8% em relação a 2010. “Infelizmente, esses números não podem ser comemorados. Pois, o que vemos na realidade é a insegurança instalada na capital, na região metropolitana, em Feira de Santana e no interior da Bahia como um todo. O governo precisa acordar, e tomar medidas efetivas urgentes. Os baianos estão saturados de tanta violência, precisamos reagir. E isso, só pode ser feito com políticas públicas de segurança e de educação”, afirmou o deputado estadual Carlos Geilson (PTN).

Ainda de acordo com a SSP, o número de estupros no estado subiu de 442 para 534 em Salvador e o número de utilização de explosivos contra instituições financeiras saltou de 8 para 41, o que representa um aumento de 413% em apenas um ano.

No final de 2011, a ONG mexicana Conselho Cidadão para a Segurança Pública e Justiça Penal deu a Salvador o título da 22ª cidade mais violenta do mundo. Já Simões Filho, ficou conhecida como a cidade mais violenta do Brasil, de acordo com o Mapa da Violência 2012.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]