Brasil e Colômbia vão fazer plano bilateral de fronteiras para combater o crime organizado

O Brasil e a Colômbia vão criar um plano bilateral de fronteiras para combater o crime organizado. A medida foi discutida hoje (17/01/2012) pelos ministros da Defesa da Colômbia, Juan Carlos Pinzón Bueno, e do Brasil, Celso Amorim, em Brasília. A delegação colombiana está em visita oficial ao Brasil com o objetivo de estreitar as relações de cooperação entre os dois países na área militar.

De acordo com Amorim, uma comissão será criada para implementar o plano conjuntamente. “Estamos discutindo a implementação desse plano conjunto. Já havia no passado a troca de informações, mas agora será feito de uma maneira mais transparente”. A primeira reunião técnica da comissão deve ocorrer em fevereiro ou março.

A consolidação da indústria de defesa sul-americana e o tema do combate a organizações que praticam crimes transnacionais também serão levados pelos ministros à União de Nações Sul-Americanas (Unasul). “Essa luta contra o narcotráfico, tráfico de armas e explosivos, num esforço comum seremos mais fortes”, disse o ministro Juan Carlos Pinzón Bueno.

Outro tema tratado durante a reunião foi a compra de lanchas colombianas pelo governo brasileiro. De acordo com o ministro Celso Amorim, para um país como o Brasil a tecnologia fluvial será de grande importância. Além disso, a Colômbia compra aviões tucanos de transporte de tropas, de fabricação brasilweira, há alguns anos. Uma comitiva colombiana irá a São José dos Campos para discutir o ingresso no projeto do KC-360, um avião a jato que será projetado pela Embraer.

“Não se trata de um escambo. São formas de cooperação que podem ser exploradas. Vamos em fevereiro à Colômbia avaliar essas lanchas. Há também um projeto conjunto do navio patrulha fluvial. Isso também é algo que deve ser tratado imediatamente”, disse Amorim.

Além da cooperação militar e do patrulhamento das fronteiras, os ministros também discutiram parcerias no âmbito industrial. Segundo o ministro colombiano, o país quer avançar no tema de ciência e tecnologia. “O Brasil é um grande parceiro nessa área,”, disse Bueno.

Os temas debatidos na reunião de hoje devem ser levados à reunião de ministros de Defesa e Justiça da Unasul, prevista para ocorrer nos dias 3 e 4 de maio, em Cartagena, na Colômbia.

*Com informações: Agencia Brasil

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]