Agricultores familiares debatem projeto de irrigação em Ribeira do Amparo

Agricultores de Ribeira do Amparo compareceram a uma reunião, promovida pela Superintendência de Irrigação (SIR) da Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri) e pela Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola S.A. (EBDA), para participar da definição do Projeto Tucano de Irrigação no município. O encontro foi realizado nesta segunda-feira (23/01/2012), no Pólo de Educação IV do povoado Raspador, reunindo 36 participantes, entre agricultores e representantes de associações rurais.

O Projeto Tucano, do Governo da Bahia, visa fomentar o desenvolvimento sustentável do território Semiárido Nordeste II, através da implantação de cinco Distritos de Irrigação para agricultura familiar, com foco no fortalecimento das cadeias produtivas. Ribeira do Amparo será beneficiada com a implantação de um dos Módulos Irrigados, com área total de 150 hectares, destinados à produção de frutas e hortaliças.

O objetivo da reunião foi definir os critérios de seleção das 50 famílias que vão receber os lotes de três hectares, cada, no Módulo Irrigado. As famílias cadastradas receberão a visita do representante da Seagri, o engenheiro florestal José Brás Gozzer, e dos técnicos da EBDA, Vilebaldo Vieira Filho e Margarida Cezário, que vão entrevistar, diagnósticar a aptidão produtiva da família e emitir o parecer técnico dos candidatos. “Existem cerca de 150 famílias cadastradas para receber o lote, por isso precisamos identificar quais dessas possuem mais condições de investir e garantir a evolução da propriedade”, esclarece Gozzer, coordenador ambientar da SIR.

As visitas foram agendadas da seguinte forma: Jurema, na terça-feira (2401/2012); as localidades de Davi, São Bento e Caetana na quarta-feira (25/01); na quinta e sexta-feira (26 e 27) o povoado Raspador e adjacências; Ribeira na segunda-feira (30/01) e finaliza terça-feira (31/01), na Barroca.

Assistência técnica

Economista da EBDA, Margarida Cezário explica que o sistema de trabalho em uma área irrigada é diferente daquele ao qual o produtor sertanejo está acostumado. “É preciso organização e planejamento para trabalhar com irrigação. Como é um sistema de alto custo, precisa produzir durante o ano inteiro, para compensar os gastos. É nossa missão informar o produtor, para que ele tenha consciência do investimento que terá que fazer para garantir o êxito do projeto”, esclarece Cezário.

O gerente regional da EBDA, Gleberval Nunes de Carvalho, garantiu o compromisso da empresa com a assistência aos agricultores contemplados. “Sabemos que, para muitos, será uma experiência nova. Por isso estamos nos preparando para prestar assistência técnica de qualidade, orientando os produtores e elaborando os projetos de investimento, de modo a viabilizar e garantir o desenvolvimento do agricultor e o crescimento econômico da região”, garantiu Carvalho.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]