Operação Voucher: Ministro do Turismo demite quatro servidores investigados pela Polícia Federal

Ministro Pedro Novais Lima decidiu exonerar mais quatro servidores comissionados investigados pela Operação Voucher da Polícia Federal.

Ministro Pedro Novais Lima decidiu exonerar mais quatro servidores comissionados investigados pela Operação Voucher da Polícia Federal.

O ministro do Turismo, Pedro Novais, decidiu exonerar mais quatro servidores comissionados investigados pela Operação Voucher da Polícia Federal. A portaria com as exonerações será publicada na próxima semana. Perderam os cargos os funcionários Antônio dos Santos Júnior, Freda Azevedo Dias, Kátia Terezinha Patrício da Silva e Kérima Silva Carvalho.

Segundo o ministério, Novais também pediu à ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, a demissão da diretora de Qualificação, Certificação e Produção Associada ao Turismo, Francisca Regina Magalhães Cavalcante.

A Operação Voucher investiga desvio de dinheiro de convênio firmado entre o Ministério do Turismo e o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Infraestrutura Sustentável (Ibrasi) para captação profissional de 1,9 mil pessoas no setor de turismo no Amapá. Dos R$ 4,4 milhões do contrato, a Polícia Federal estima que cerca de R$ 3 milhões foram desviados. A ação da Polícia Federal levou à prisão 38 pessoas, entre elas, o número dois do ministério, o ex-secretário executivo Frederico Silva da Costa. Costa pediu demissão do cargo na última quarta-feira (17).

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]