Aumentam casos e mortes por cólera no sudeste do Haiti

Segundo levantamento da ONU, cerca de 2,7 mil pessoas morreram vítimas da doença até o dia 18 de dezembro.

Dados do Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, revelam que o número de casos e mortes pelo cólera tem aumentado no sudesde do Haiti.

A agência diz que os maiores desafios para controlar o surto são a mobilização das comunidades para a prevenção e controle do cólera; acesso à água potável e latrinas; além de assistência médica e coordenação de atividades.

Mortes

Segundo o relatório, até o dia 18 de dezembro o total de vítimas pelo cólera somava 2,761 mil, sendo que 70,865 mil pessoas estão hospitalizadas.

A taxa média de mortalidade no país está em 2,1%. O levantamento do Ocha mostra ainda que o percentual de mortes tem diminuído em quase todas as regiões do país. A exceção é no sudeste, onde o índice subiu de 12,9% para 13,8% entre os dias 11 e 18 de dezembro.

A agência alerta que é necessária uma “massiva mobilização de atividades para a prevenção e tratamento no estágio inicial da doença”. O relatório também destaca que o controle da epidemia depende do acesso ao saneamento e implementação de medidas de higiene.

A ONU e outros parceiros estão trabalhando com as autoridades do Haiti para a instalação de centros para o tratamento do cólera. Apenas 40% da população têm acesso à assistência médica.

*Com informações da Rádio ONU em Nova York.

 

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]