Salvador amanhece com Alvorada dos Ojás promovida pela 6ª Caminha contra Intolerância Religiosa

Para dar continuidade à programação das atividades realizadas pela 6ª Caminhada pela Vida e Liberdade Religiosa, os representantes das religiões de matriz africanas passaram a madrugada de hoje, 19 de novembro de 2010, colocando os Ojás nas árvores do Dique do Tororó e do Corredor da Vitória. Os Ojás, característicos do Candomblé, são panos brancos que simbolizam a paz. Ao amanhecer do dia, as pessoas reunidas no Dique do Tororó realizaram a Alvorada dos Ojás.

Marcos Resende, coordenador do Coletivo de Entidades Negras (CEN) e organizador do evento, afirma que na tradição das religiões africanas todas as obrigações religiosas são encerradas com a alvorada. “Nós esperamos o amanhecer para agradecer e adquirir boas energias vindas da natureza. Com isso, emanamos boas energias para toda a cidade”, completa. Marcos Rezende diz que esse ato de passar a madrugada em prol da causa tem o significado de dizer para a cidade que a religião tem respeito ao meio ambiente e acredita na paz.

Toda a programação realizada durante essa semana serve como preparação para a caminhada que ocorre no próximo domingo, dia 21, às 10h, com saída do fim de linha do Engenho Velho da Federação. A caminhada é realizada para comemorar o Dia da Consciência Negra, dia 20 de novembro. Para o evento, representantes de outras cidades se deslocaram para a capital com o intuito de colaborar. “A noite foi maravilhosa. É bastante prazeroso participar e contribuir para a colocação dos Ojás. A gente sente a verdadeira presença da ancestralidade”, afirma Ana Rita, representante do CEN de Alagoinhas.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]