Recenseamento realizado pelo IBGE pode provocar a redução na arrecadação de 304 municípios baianos

Prefeitos baianos estão preocupados com recenseamento realizado pelo IBGE que apresenta uma expectativa, segundo Roberto Maia, presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), de redução na arrecadação de 304 municípios do estado. O prejuízo nos cofres municipais se deve ao critério populacional adotado pelo governo federal no repasse de verbas para educação e saúde.

O Censo 2010 já encerrou as entrevistas em 375 dos 417 municípios do estado, e, até agora, 304 cidades perderam população, enquanto 113 ganharam. Em termos objetivos, isso significa menos dinheiro, já que os repasses federais que sustentam 90% dos municípios são calculados com base em critérios populacionais.

“O FPM é o principal recurso. Tem municípios que perderão R$ 2,5 milhões de recursos só com o FPM. Os pequenos vão ficar inviabilizados”, lamentou Maia (PMDB), prefeito de Bom Jesus da Lapa.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]