Presidente do CMPD de Feira de Santana concorre na eleição do CONADE em Brasília. Leia esta e outras notícias da PMFS

Programa de informatização das escolas da rede municipal de ensino de Feira de Santana.

Programa de informatização das escolas da rede municipal de ensino de Feira de Santana.

O presidente do Conselho Municipal da Pessoa Com Deficiência, Reinaldo Maia, vai concorrer a uma das vagas no Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência (Conade), para representar Feira de Santana entre os anos de 2011 e 2013.

A eleição vai acontecer no sábado (13), às 16 horas, durante o IV Encontro Nacional de Conselhos dos Direitos das Pessoas com Deficiência. No encontro também serão escolhidos os representantes dos Conselhos Estaduais.

“Além da eleição, vamos tratar de assuntos ligados ao deficiente. São quatro dias de reuniões que têm dado grandes conquistas aos deficientes. Temos o apoio da Prefeitura de Feira de Santana e vamos buscar bons resultados”, disse Maia, que viaja para Brasília nesta quarta-feira (10).

Dentre as principais propostas do presidente, uma delas é defender o município e discutir cada vez mais a questão do deficiente. “Os municípios têm passado dificuldade na questão da Prestação de Benefício Continuada (PBC), na oferta de cursos profissionalizantes para os deficientes, e tudo isso decorre de Brasília. Temos que buscar condições de trabalho”, ressalta.

30 mil cadastrados no Educação Digital

Programa de informatização agiliza realização de matrículas

O programa de informatização das escolas da rede municipal de ensino já está com cerca de 30 mil alunos cadastrados para realização de matrícula através do programa Educação Digital. A expectativa dos coordenadores do programa é de conclusão do serviço até final deste ano, quando todos os cerca de 52 mil estudantes já poderão ser matriculados para o ano letivo de 2011 através do sistema informatizado.

O projeto piloto foi implantado na Escola Municipal Monteiro Lobato, onde 33 professores e estagiários foram preparados para administrar o programa. A iniciativa resulta na eficientização das matrículas escolares, evitando filas e tornando todo o processo mais dinâmico. Além disso, os pais passam a serem informados sobre freqüência e notas de alunos, dentro outras coisas, através da Internet ou por meio de mensagens pelo celular.

O gerente do sistema de informatização das escolas da rede municipal de ensino, Anailton Gomes, ressalta o empenho para a conclusão da implantação da informatização das matrículas no menor tempo possível. “Estamos avançando no cadastro para que toda a matrícula escolar do próximo ano já seja realizada pela internet”, destacou.

A implantação do sistema está sendo priorizada nas maiores escolas da rede municipal de ensino. O programa está sendo instalado agora no Colégio Municipal Joselito Amorim e na Escola Municipal Ana Brandoa. O programa está sendo operado por 10 pessoas.

Manutenção freqüente de árvores antigas

Objetivo é evitar tombamento e morte dos vegetais

Árvores antigas e novas são observadas frequentemente pelo Departamento de Áreas Verdes da Secretaria de Serviços Públicos para evitar o tombamento ou a morte do vegetal caso haja pragas.

Quando são verificados parasitas que se alimentam da seiva da árvore e podem gerar a sua morte, é desenvolvido um trabalho de prevenção de imediato, segundo o diretor do Departamento, Jurandir Borges.

Já em casos de apodrecimento da raiz, ele explica que é mais complicado porque não há como identificar. “Só dá para perceber quando há queda da flor. Com isso, a gente faz a poda para evitar o tombamento da árvore como um todo. Se for apodrecimento de galhos, a gente retira”, afirma.

Dentre as principais ruas e avenidas com maior número de árvores antigas, estão a avenida Getúlio Vargas e avenida Maria Quitéria, e a praça da Kalilândia. Recentemente, um ipê roxo tombou no final da Getúlio Vargas por apodrecimento da raiz, onde serão plantadas duas novas mudas da mesma planta.

“O ipê estava com o estado vegetativo perfeito e aparentemente saudável. Até deu flor recentemente e estava lançando folha, mas caiu”, lamenta Borges.

2 mil certificados no Projovem Urbano

Programa atende jovens de 18 a 29 anos

Cerca de dois mil estudantes do Projovem Urbano vão receber o certificado de conclusão do curso nesta quarta-feira (10). A cerimônia de encerramento do programa será realizada na Igreja Assembléia de Deus (antigo espaço do Mega Fest), às 19 horas.

Iniciado em abril de 2009, o Projovem Urbano atendeu jovens de 18 a 29 anos que não haviam concluído o Ensino Fundamental. Além das disciplinas comuns como português, matemática, inglês e ciências humanas e biológicas, foram ministradas aulas de participação cidadã e qualificação profissional.

“No ato da matrícula, cada estudante escolheu uma área de qualificação profissional entre as que oferecemos: administração, esporte e lazer, educação, vestuário ou gráfica. Não é um curso técnico, mas uma iniciação à vida profissional. Por isso, eles também vão receber o certificado de qualificação profissional”, destaca a coordenadora do programa em Feira de Santana, Isabella Carvalho.

O programa é resultado de parceria entre o Governo Federal e o Governo Municipal, através da Secretaria de Desenvolvimento Social. O primeiro investiu no pagamento dos professores e compra de módulos; a Prefeitura disponibilizou a estrutura física para realização das aulas. As aulas aconteceram à noite, com 80 turmas distribuídas em 13 escolas municipais.

Almoxarifado da Secretaria de Educação abastecido

Merenda disponível para as 220 escolas até o final do ano

A Secretaria de Educação dispõe de merenda escolar suficiente para abastecer as 220 escolas até o final deste ano. De acordo com o responsável pelo almoxarifado, Luciano Ribeiro, não há dificuldade nenhuma com relação ao estoque da merenda, pois todos os itens estão disponíveis.

No almoxarifado situado no bairro Santa Mônica II são armazenados macarrão, arroz, feijão, farinha, óleo, biscoito, charque, beiju e suco. A merenda também inclui carne moída, frango e itens da agricultura familiar, a exemplo de abóbora, laranja, aipim e batata.

As unidades de ensino são reabastecidas a cada 20 dias e o roteiro inclui a distribuição de merenda para sete escolas diariamente. “Fazemos da mesma maneira nos distritos para que não falte merenda”, informa Ribeiro.

Cada instituição recebe uma quantidade determinada pela nutricionista e pelo coordenador da merenda escolar de acordo com o número de alunos da escola. No entanto, o responsável pelo almoxarifado diz que algumas escolas preferem utilizar itens mais práticos, que não precisam ser cozidos, como o suco e o biscoito.

“Falta boa vontade em utilizar o que a gente manda porque as escolas procuram distribuir o que é mais fácil”, declara.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]