+ Manchetes >

Orquestra Sinfônica da UFBA se apresenta em Feira de Santana e no Parque da Cidade em Salvador

A Orquestra Sinfônica da UFBA apresenta dois concertos no último fim de semana de novembro. O primeiro no dia (27/11/2010), sábado, em Feira de Santana, na Avenida Getúlio Vargas, às 18 horas; e o segundo no dia 28, domingo, no Parque da Cidade, em Salvador, às 15 horas. Sob a regência do Maestro José Maurício Brandão, as duas apresentações fazem parte do Projeto “Concertos Populares da Orquestra Sinfônica da UFBA” que tem patrocínio da Coelba, através da lei de incentivo fiscal do Ministério da Cultura.

Nos dois concertos estão previstas peças eruditas como A Suíte do Balé Quebra Nozes, de Tchaikovsky e a Abertura da Ópera Ruslan & Lyudmila, de Mikhail Glinka, além de quatro canções de Chico Buarque (Cotidiano, Olê, Olá!, Gente Humilde e Vai Trabalhar Vagabundo) e É D’oxum, de Gerônimo.

O Projeto “Concertos Populares da Orquestra Sinfônica da UFBA” integra o programa de responsabilidade social da Coelba, o Energia para Crescer, que visa contribuir para inclusão social e formação da cidadania. O Projeto foi criado em 2004, com o patrocínio da Coelba, através da Lei Rouanet do Ministério da Cultura, e tem como objetivos principais a popularização da música erudita e a formação de platéia, através de concertos populares e gratuitos em praças públicas, de Salvador e do interior do Estado.

De 2004 a 2009 foram realizados 39 concertos gratuitos, em 19 municípios da Bahia, atraindo um público de aproximadamente 115 mil pessoas, entre jovens, crianças e adultos, de todas as classes sociais. Muitos destes concertos contaram com participações especiais de artistas populares como Moraes Moreira, Roberto Mendes, Mariene de Castro e Leandro Braga, Armandinho e Luis Brasil, Mauricio Valverde, Mario Ulloa, Ilê Ayê, Cortejo Afro com Aloísio Menezes e Portela, Marilda Costa, além do Coro do TCA e do Madrigal da UFBA.

Em 2010 já aconteceram concertos nas cidades de Cipó, Amargosa, Camaçari e Porto Seguro. Até o fim do ano estão previstos mais dois concertos: em Paulo Afonso (dia 11/12) e no Farol da Barra em Salvador (18/12).

Além dos Concertos, este Projeto da Coelba também disponibiliza bolsas para estudantes da Escola de Música da UFBA que queiram participar da orquestra. Através destas bolsas, os jovens músicos têm a chance de praticar ao lado de profissionais, e vivenciar a experiência de tocar em uma orquestra.

Orquestra Sinfônica da UFBA

A Orquestra Sinfônica da UFBA foi fundada em 1954 com os primeiros Seminários Livres de Música, promovidos pelo então reitor Edgar Santos. Na época a orquestra era regida por H.J. Koellreutter. Além dos concertos regulares, a finalidade mais relevante da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Bahia é servir como laboratório de aperfeiçoamento para os alunos, principalmente em atendimento às necessidades acadêmicas. A OSUFBA foi, durante muito tempo, o único veículo baiano de divulgação da música clássica no Estado, servindo de elo importante entre a universidade e a comunidade.

José Maurício Brandão

José Maurício é professor adjunto de regência na UFBA onde exerce também a função de coordenador da Orquestra Sinfônica e Madrigal da UFBA. Tem regido concertos com as orquestras da Louisiana State University, além de trabalhos como maestro convidado da Orquestra Sinfônica da Bahia, da Louisiana Youth Orchestra, e em outras cidades americanas como Baltimore, Scranton e New York, paralelamente às suas atividades como instrumentista de câmara, ao piano, órgão, e especialmente ao cravo.

José Maurício nasceu em Salvador onde iniciou seus estudos de música aos quatro anos de idade com aulas de piano e solfejo. Aos 10 anos tornou-se aluno do Curso Preparatório da Escola de Música da UFBA e em 1988 ingressou no curso de graduação da UFBA, obtendo, em 1993, diploma em Instrumento/Piano. Nos anos de 1994-95 foi maestro assistente dos Coros Universitários da Universidade Estadual de Londrina (Londrina/PR), e atuou também como docente no Departamento de Arte desta universidade. Trabalhou ainda como cravista em diversos grupos de música antiga, além de ter sido o maestro fundador do Madrigal e Orquestra de Câmara do Festival de Música de Cascavel (Cascavel/PR).

Em 1999 concluiu o Mestrado em Regência Orquestral. Foi regente do Madrigal da UFBA entre 1998 e 2001; regente titular do Coral da Universidade Católica do Salvador entre 1997 e 2007; regente fundador e coordenador da Orquestra Sinfônica da Juventude de Salvador/BA entre 2001 e 2006. Foi ainda professor substituto na Escola de Música da UFBA em três períodos de dois anos, tendo dirigido inúmeras vezes a Orquestra Sinfônica da UFBA; trabalhou como professor de História da Arte na Faculdade São Salvador e do curso de Licenciatura em Música da Faculdade Evangélica de Salvador.

Em 2009 obteve o grau de Doutor em Regência Orquestral na UFBA. Atualmente, está concluindo seu segundo Doutorado em Música em Regência Orquestral e Musicologia na Louisiana State University – LSU (Baton Rouge/LA, Estados Unidos da América).

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]