Lulinha critica reportagem da TV Subaé e diz que foram parciais. Confira esta e outras notícias da CMFS

Lulinha critica reportagem da TV Subaé e diz que foram parciais.

Lulinha critica reportagem da TV Subaé e diz que foram parciais.

TV Subaé

O vereador Luiz Augusto – Lulinha – (DEM), hoje (03/11/2010), durante discurso na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, questionou a ausência de fontes primárias na reportagem da TV Subaé sobre o projeto de lei, aprovado na Câmara, na semana passada, que determina o “Toque de Acolher” no município de Feira de Santana. A proposta, de autoria de Lulinha, estabelece que crianças e adolescentes observados em situação de risco, na cidade, devem ser apreendidos para que passem por tratamento adequado junto às autoridades competentes.

Segundo o edil, a emissora pecou ao entrevistar apenas as autoridades que discordam da medida, a exemplo de Pablo Roberto Silva, diretor da Casa de Atendimento Sócio Educativo Juiz Melo Matos, e a promotora Ideuzuite Freitas da Vara da Infância e da Juventude.

“Faltou a TV Subaé entrevistar também o autor do projeto, para saber com que propósito ele criou esse projeto em Feira de Santana. Ouviram as autoridades contrárias a medida, mas faltou ouvir a autoridade maior, que é o autor da proposta”, reclamou Lulinha, acrescentando que outro projeto de lei de sua autoria obrigando bancos a manter vigilantes nos caixas eletrônicos teve procedimento semelhante por parte da emissora. “A TV Subaé fez a manchete, mas não disse quem era o autor do projeto”.

Em seguida, o vereador disse que a população é favorável a medida “Toque de Acolher”, em virtude do alto índice de violência em Feira de Santana. “A cidade já registra 342 homicídios este ano, igualando ao número de assassinatos do ano passado”, lamentou o edil.

Vereador lamenta acidente de menor em corrida de cavalo

O vereador Roque Pereira (PT do B), hoje (03), em seu pronunciamento na sessão legislativa, chamou a atenção dos órgãos competentes de proteção ao menor, a exemplo da Vara da Infância e Juventude, sobre a presença de crianças na disputa da corrida de cavalos, que acontece todos os anos no bairro Pedra Ferrada, em Feira de Santana. Segundo o edil, no evento deste ano, ocorrido no mês passado, um cavalo conduzido por um jóquei de apenas 11 anos chocou-se contra uma parede. “O garoto encontra-se internado na UTI do Hospital da Criança, com traumatismo craniano entre a vida e a morte”, lamenta.

Roque Pereira declarou que não é contra a corrida de cavalos, enfatizando que é mais um meio de esporte e lazer para Feira de Santana. Todavia, na opinião dele, o evento tem que oferecer segurança a todos, a começar pela exigência da maioridade dos corredores. Na sequência, o vereador disse que alguns cavalos correm dopados. “O animal é drogado três dias antes da corrida e uma hora antes do evento. Eles fazem esse processo para o animal ganhar força e velocidade”, afirmou.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]