Jornalismo, o retorno | Por Luciano Martins Costa

Nesta semana que sucede uma das mais disputadas e agressivas campanhas presidenciais desde a redemocratização, os grandes jornais brasileiros, aqueles considerados de maior influência, lembram pacientes recém saídos de um surto psicótico.

Os leitores que viajaram durante o feriado prolongado e não acompanharam o noticiário pós eleitoral, encontram os jornais alguns tons abaixo da estridência que marcou a imprensa até o domingo, dia 31 de outubro.

Os repórteres acompanham o dia a dia da presidente eleita tentam selecionar o material aproveitável entre a excessiva oferta de especulações de todos os tipos, como normalmente ocorre em períodos como este, por conta dos eternos candidatos a alguma coisa na máquina do governo.

Também procuram entender o que se passa pelos lados da oposição, onde se ensaiam mudanças de papéis e onde também se apresentam novos candidatos a liderança para o mandato que se inicia em janeiro
Falha técnica

O discurso de vitória da presidente eleita serviu para desarmar algumas bombas preparadas pela imprensa, como a questão do controle social da mídia.

Aparentemente, os jornais se tranquilizaram com a enfática defesa, por parte de Dilma Rousseff, da liberdade de imprensa.

Nada com que se surpreender, uma vez que o fantasma do controle estatal e da censura foi uma invenção da própria imprensa. Então, que seja a imprensa a exorcizá-lo.

Outro aspecto a destacar com a volta da normalidade no trabalho jornalístico, depois da histeria eleitoral, é a recuperação da capacidade de informar. A edição de quarta-feira (3/11) do Estado de S.Paulo revela, por exemplo, que aquela pane no metrô paulistano, ocorrida no dia 21 de setembro, não foi causada por sabotagem de militantes petistas, como chegou a ser noticiado. Foi resultado de uma falha técnica nos equipamentos das portas do trem.
Mais alguns dias e os jornais haverão de esclarecer que a futura presidente não devora criancinhas.

*Por Luciano Martins Costa

 

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]