Festival Internacional de Sanfona começa dia 9 em janeiro

O 2º Festival Internacional de Sanfona será promovido entre os dias 9 e 14 deste mês nos municípios de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE), com atrações nacionais, internacionais, concertos eruditos e populares, além de oficinas de sanfona e exposição sobre o “Rei do Baião”, Luiz Gonzaga.

O evento ocorre pela segunda vez na região e conta com apoio da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), por meio do Fundo de Cultura. Entre os sanfoneiros conhecidos estão Hermeto Pascoal, Dominguinhos, Cicinho de Assis, Flávio Baião e Targino Gondim, Antônio Spaccarotella e Mirco Patarini, ambos da Itália, e Hector Del Curto (Argentina).

Os grupos Orquestra Sanfônica de Aracaju, Sexteto Sinfônico e Quinteto de Cordas da Paraíba também participarão da programação, que oferecerá aos interessados todas as apresentações e oficinas gratuitas.

Memorial Luiz Gonzaga

A abertura do festival acontece no Memorial de Luiz Gonzaga (MLG), no Centro de Cultura João Gilberto (Funceb/SecultBA), onde os fãs terão oportunidade de conhecer a vida, obra e discografia do “Rei do Baião”, Luiz Gonzaga, com a exposição do acervo do Memorial que veio diretamente de Recife (PE).

O material conta com discos raros de 78 rpm, Long Plays, CDs, fotos, impressos, álbuns de recortes, vídeos e arquivos de áudio em formato MP3. Parte singular do acervo do MLG é o conjunto de documentos cedidos para replicação pelo Parque Asa Branca, construído pelo compositor na cidade de Exu.

“O Festival de Sanfona foi criado com o objetivo de fortalecer este instrumento musical no cenário contemporâneo, especialmente para as novas gerações. Realizar este empreendimento no centro geográfico do Nordeste brasileiro, em plena caatinga, mas banhada pelo Rio São Francisco, também fortalece a iniciativa, pois facilita o acesso de público de todos os estados da região”, afirma o diretor-geral do festival, Celso de Carvalho.

Palco móvel

O festival terá palco móvel que irá percorrer dez bairros e distritos de Juazeiro e Petrolina, com acesso gratuito à população. “Neste ano também ganhamos a participação do Teatro Ambulante, equipamento do Ponto de Cultura Pangea, que está em Juazeiro”, assegura Carvalho.

Segundo ele, este espaço cultural móvel, montado em uma estrutura de ônibus urbano, com projeto do arquiteto Carl von Hauenschild, levará dez shows com sanfoneiros regionais a bairros populares de Juazeiro. “A participação de artistas locais também foi ampliada”, informou.

Para este ano, estão previstas duas oficinas, uma de Sanfona de 8 Baixos e outra de 120 Baixos, além de uma mesa redonda com o tema “O Sanfoneiro e o Mercado Musical Contemporâneo”, com nomes importantes do setor. As oficinas serão ministradas por mestre Camarão (sanfona de 120 baixos) e Luizinho Calixto (8 baixos), os dois principais professores destes instrumento no país.

As inscrições para a oficina de 8 Baixos (as de 120 Baixos já estão esgotadas) podem ser feitas pelo site Festival da Sanfona ou pessoalmente, no Centro de Cultura João Gilberto, onde serão realizadas as oficinas.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]