WORKSHOP define ações para Observatório da Equidade

Com a responsabilidade de definir o funcionamento, a estrutura e a agenda de atividades para o Observatório da Equidade Bahia (OE), o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes) realizou um workshop com seus integrantes, além de representantes de secretarias estaduais e de universidades públicas e particulares.

Com a responsabilidade de definir o funcionamento, a estrutura e a agenda de atividades para o Observatório da Equidade Bahia (OE), o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes) realizou um workshop com seus integrantes, além de representantes de secretarias estaduais e de universidades públicas e particulares.

Com a responsabilidade de definir o funcionamento, a estrutura e a agenda de atividades para o Observatório da Equidade Bahia (OE), o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes) realizou, na manhã desta segunda-feira (25/10/2010), um workshop com seus integrantes, além de representantes de secretarias estaduais e de universidades públicas e particulares.

O evento, aberto pelo secretário de Relações Institucionais, Emilson Piau, aconteceu no Salão Azul da Fundação Luís Eduardo Magalhães (Flem) e faz parte de uma série de ações para a criação do Observatório. Mais quatro reuniões do grupo de trabalho (GT) e do Codes deverão ser realizadas até dezembro deste ano.
Os participantes foram divididos em grupos para discutir os três assuntos em destaque nesse primeiro momento – Funcionamento, que foi liderado pelo representante da Casa Civil, Ranieri Muricy, Gestão e Agenda de Atividades, com Thaiz Braga, da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), e Estrutura, sob a responsabilidade Ana Georgina Dias, conselheira do Codes e analista técnica do Dieese.
O primeiro grupo definiu que a estratégia de trabalho do Observatório é compilar e analisar os indicadores já existentes, além de levantar experiências inovadoras de indicadores de bem viver e da construção participativa. O segundo criou uma agenda para as próximas atividades do Observatório e terceiro aconselhou a atração do maior número possível de redes e observatórios existentes em secretarias como Segurança Pública (SSP) e Desenvolvimento Social (Sedes).
Participaram ainda do encontro, a representante da Secretaria de Promoção da Igualdade (Sepromi), Vanda Sá Barreto, os professores da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Vítor Athaíde e Francisco Teixeira, e a professora da Unifacs, Débora Nunes.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]