Vereadores da oposição provocam Tarcízio reproduzindo declarações de Targino Machado. Leia esta e outras notícias da CMFS

Declarações dadas à imprensa local pelo deputado estadual eleito Targino Machado, sobre o prefeito Tarcízio Pimenta, repercutem na Câmara Municipal. Vereadores de oposição ao Governo Municipal fazem provocações ao chefe do Executivo. O futuro deputado, que tem domicílio eleitoral em São Gonçalo dos Campos e obteve mais de oito mil votos em Feira de Santana, disse em duas emissoras de rádio que o prefeito de Feira não cumpre palavra.

O vereador Roberto Tourinho iniciou as provocações, na sessão de segunda-feira (18/10/2010), lembrando, na Tribuna da Câmara, as declarações do deputado eleito em emissoras de rádio. “Segundo o deputado, que conviveu com Tarcízio Pimenta na Assembléia Legislativa, o que ele assina sentado não sustenta de pé”, disse o oposicionista.

Na sessão desta terça-feira (19/10), o vereador Ângelo Almeida declarou que é uma pena o ex-prefeito José Ronaldo não ter ouvido o deputado Targino Machado antes da escolha do seu candidato. “Ronaldo teve tempo suficiente de saber quem é Tarcízio, de levantar informações. Conhecia muito mais que Targino. Se o colocou aí, que arque com as responsabilidades”, afirmou.

O vereador Getúlio Barbosa, que faz parte da bancada de sustentação do prefeito feirense, salientou que as declarações de Targino não surtem efeito. “Não vi nenhum dos três vereadores que apoiaram o deputado eleito Targino Machado deixarem a base do governo Tarcízio Pimenta, por conta de seus comentários”.

“Wagner supera Paulo Souto em serviços temporários”, afirma Ailton Mô

O edil Ailton Araújo Rios, o Ailton Mô (PSDB), hoje (19/10), em seu pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania, teceu críticas ao governador Jaques Wagner, enfatizando os gastos do Governo do Estado com os serviços temporários. A denúncia do vereador é baseada numa nota do site Bahia Notícias, cujo título: “Governo Wagner: temporários custam 123% a mais”.

Ailton Mô fez a leitura da nota que diz o seguinte: “De acordo com dados do Sistema de Informações Contábeis e Financeiras (Sicof), o governo da Bahia feriu o princípio constitucional de que servidores do Estado devem ser concursados ou selecionados, e desembolsou até agosto deste ano mais de R$ 485,6 milhões em contratação de pessoa física, através da Prestação de Serviços Temporários (PST). O dinheiro liberado para pagamento de concursados, Redas e concessionários custam cerca de R$ 658,6 milhões por mês, a mais. Além disso, há o pagamento dos contratos de PST (que não são feitos por concursos ou licitações) que só em 2010 custaram ao Estado R$ 108,6 milhões”.

A nota esclarece ainda que “de acordo com o A Tarde, a exemplificação em números reais são os dados da Secretaria de Administração (Saeb) que informou que são 268 mil servidores (ativos, inativos, pensionistas) e que, de 2007 até setembro de 2010, ingressaram 15.749 novos servidores (excetos os PSTs). A grande questão é que no governo de Paulo Souto também foi gasto muito dinheiro, porém entre 2003 e 2006 foram R$ 217,7 milhões com os serviços temporários”.

Para o edil, essa situação é uma demonstração do total descompromisso do governador com o funcionalismo estadual. Segundo Ailton Mô, na campanha de 2006, uma das promessas do governador Jaques Wagner foi acabar com a contratação via Reda. “O Governo Wagner, simplesmente, triplicou a política de contratação temporária. Espero que nessa nova gestão as pessoas possam ter condições de ingressar no Estado através de concurso público

Bastinho destaca atuação do prefeito na Queimadinha

O vereador José Sebastião – Bastinho – (PSDB), hoje (19/10), em seu discurso proferido na tribuna da Casa Legislativa, destacou o compromisso do Governo Municipal com a infraestrutura da cidade. Segundo Bastinho, ontem, ele foi contemplado com uma ligação do prefeito Tarcízio Pimenta solicitando que escolhesse algumas vias públicas do bairro Queimadinha para serem pavimentadas.

“Ontem, de casa em casa, fomos à rua Rio Grande do Norte avisar a população que aquela artéria terá pavimentação asfáltica. Ali, eu vi no brilho dos olhos das pessoas a felicidade. Votaram num representante da comunidade e agora estamos retribuindo esse presente junto com o prefeito Tarcízio Pimenta”, declarou Bastinho, acrescentando que os moradores das ruas Pernambuco, Ceará e Bahia também foram informados por ele que brevemente serão contemplados com obras de pavimentação.

O vereador salientou que está muito satisfeito e orgulhoso com as ações do Governo Municipal no bairro Queimadinha. “Pra mim é um prazer porque eu sou morador de lá e sei o quanto os meus irmãos, vizinhos e amigos sofrem naquela comunidade. Quero agradecer aqui de público ao prefeito Tarcízio Pimenta”.

Na oportunidade, Bastinho disse que presenciou na Prefeitura, o chefe do Executivo solicitando ao secretário Municipal de Planejamento, Carlos Brito, emergência na construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro da Queimadinha.

Câmara aprova requerimentos pedindo informações ao Governo Municipal sobre placas e origem de recursos investidos em obras

Dois requerimentos pedindo informações ao Governo Municipal foram aprovados pela Câmara. As proposições são de autoria do vereador Ângelo Almeida. Em uma delas, ele solicita a relação das obras e serviços executados no Município, por secretaria, e seu valor total, bem como quais foram realizadas com recursos próprios, nos exercícios de 2009 e 2010.

O documento também requer que a administração discrimine as obras feitas com repasse de verbas federais, bem como as que são resultado de emenda orçamentárias, com o nome dos parlamentares autores. “Temos observado que na grande maioria das peças publicitárias não há informação da fonte dos recursos aplicados. Entendemos que essas informações são imprescindíveis para o esclarecimento da população”, argumenta o vereador petista.

O outro requerimento se refere mais especificamente às obras voltadas para o recapeamento asfáltico da cidade, pela Prefeitura. Ele diz que, ultimamente, diversas peças publicitárias informam à população feirense que cerca de R$ 5 milhões estão sendo aplicados pelo Poder Público Municipal, nessas obras, mas não anunciam a origem desses recursos.

O Governo Municipal deverá informar à Casa da Cidadania se os recursos são próprios ou oriundos de repasse federal ou estadual. Questiona qual o percentual de recursos próprios, federais ou estaduais desse montante. O documento interpela, por fim: “se há recursos repassados pelo Governo Federal ou Estadual, porque a informação não é repassada à população nas placas publicitárias?”

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]