Vereador de Feira de Santana, Justiniano França diz que Rafael Velame faltou com a verdade

Justiniano diz que Velame e Paulão faltaram com a verdade em suas declarações

O vereador Justinano França (DEM), segunda-feira (25/10/2010), durante discurso na tribuna da Casa da Cidadania, teceu duras críticas ao jornalista Rafael Velame, enfatizando que não teve responsabilidade com o tratamento da informação, ao confiarem em fontes duvidosas.

Rafael Velame  no último dia 18, noticiou em seu blog, através da nota “Governistas barram CPI do Banco Subaé”, que  a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) seria uma manobra política dos vereadores Justiniano e  Lulinha da Conceição em retaliação ao prefeito que recentemente exonerou da Prefeitura pessoas ligadas a dupla. A nota diz também que comenta-se nos corredores da Câmara que os vereadores governistas barraram a CPI para proteger o prefeito Tarcízio Pimenta.

“Em nenhum momento, tivemos a intenção de  colocar uma CPI contra o prefeito Tarcízio Pimenta. Tenho aqui as solicitações dos correntistas do Banco Subaé e eu vou seguir em frente, como interventor, para dar uma resposta as pessoas que procuram este vereador. O vereador Lulinha da Conceição, apenas leu e assinou o pedido de CPI. Ele não fez nenhum questionamento, não elaborou o requerimento e nem pediu a CPI. Em vista disso, mas uma vez o blog do Velame erra na sua escrita”, afirmou Justiniano.

Na oportunidade, o edil desafiou Rafael Velame a apresentar provas sobre  as denúncias. “Eu desafio esse cidadão a mostrar quem foram as pessoas que disseram nos corredores desta Casa que eu e o vereador Lulinha fizemos manobra política para colocar a CPI”.

Vereador recomenda cuidados para conter surto de superbactéria

O vereador Ailton Araújo Rios – Ailton Mô – (PSDB), hoje (25/10), em seu discurso na Casa Legislativa, mostrou-se preocupado com o surto da bactéria Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC) no Brasil. Segundo o edil, várias pessoas, em alguns estados, como Paraná, São Paulo e Paraíba, estão com suspeita de contaminação.

De acordo com os especialistas, a KPC é um tipo de enzima que tem provocado resistência de algumas bactérias aos antibióticos mais usados. Os principais sintomas são pneumonia e infecção urinária.

O edil criticou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que pediu, ontem, tranquilidade em relação à proliferação da superbactéria KPC, sob a alegação que ela atinge principalmente pessoas hospitalizadas com baixa imunidade, como pacientes de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Vale lembrar que quando a gripe suína chegou ao Brasil, o ministro da Saúde, numa entrevista, declarou que estava tudo controlado e, infelizmente, foi uma situação de corre-corre, muitas pessoas foram vitimadas”.

Devido à gravidade da superbactéria, o vereador defendeu medidas de grande controle e a consciencialização dos profissionais de saúde e da população. Para ele,  todos têm que  contribuir para conter as infecções.

 Na oportunidade, Ailton Mô disse que gostaria de apresentar um projeto  que conscientizasse os usuários das unidades de saúde, atráves de avisos em adesivos ou placas,  sobre a importância de se lavar as mãos na entrada e saída dos hospitais.  “Mas tenho certeza que esse projeto seria barrado na Comissão de Constituição e Justiça, sob a alegação que o mesmo traria custos ao Município, em virtude da confecção dos adesivos”, lamenta o edil.

Aprovado em primeira votação projeto que garante a idosos reserva de vaga nos estacionamentos públicos

Cidadãos com idade a partir dos 60 anos deverão ter vagas reservadas nos estacionamentos públicos, no município de Feira de Santana. É o que determina um projeto de lei aprovado em primeira votação pela Câmara, na sessão desta segunda-feira (25/10). Nesta terça-feira, deve ocorrer a segunda e última votação.

De autoria do vereador Roberto Tourinho, a matéria propõe adequar à legislação local a Lei Federal número 10.741 que dispõe sobre o Estatuto do Idoso. A reserva será estabelecida em 5% do total de vagas existentes nos estacionamentos públicos. “As vagas destinadas aos veículos das pessoas com idade igual ou superior a 60 anos serão posicionadas sempre de forma a garantir maior comodidade ao idoso”, garante o artigo 3º do projeto.

Conforme outro artigo do projeto, as vagas destinadas aos idosos serão de fácil acesso e sinalizadas de forma clara e bem visível. “Considera-se estacionamento para efeito da presente lei todas as áreas públicas e privadas existentes no município de Feira de Santana destinadas à guarda de veículos automotivos”, estabelece o artigo 4º.

O vereador Roberto Tourinho disse que idosos e pessoas portadoras de necessidades especiais enfrentam dificuldades, nas grandes cidades, para encontrar uma vaga em estacionamentos públicos. “Creio que esta Casa estará dando uma importante contribuição no sentido de oferecer aos nossos irmãos da terceira idade uma melhor condição, em sua necessidade de estacionar o veículo, principalmente, no centro da cidade”.

Secretaria de Meio Ambiente deve apurar responsabilidades sobre poluição na Lagoa Subaé, afirma vereador

O vereador Carlos Alberto Costa Rocha repercutiu, em pronunciamento na Câmara, a denúncia veiculada na edição dominical do jornal “A Tarde”, sobre o lançamento de produtos eletrônicos, material de informática e entulho na Lagoa Subaé, nascente do rio Subaé, em Feira de Santana.

Segundo ele, é fundamental que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente investigue a origem da poluição e adote as medidas necessárias. De acordo com o vereador, a cidade deixa a desejar na fiscalização e nas ações que visam coibir e punir os responsáveis por crimes ambientais.

“Temos um descaso em relação à Lagoa Subaé. Queremos manifestar nosso repúdio e insatisfação. A cidade registra um avanço na digitalização da educação, mas está atrasada em relação ao trabalho de prevenção para proteger o meio ambiente”, declarou o edil, em seu discurso na Tribuna da Casa da Cidadania.

Ele lembrou que as denúncias foram feitas ao jornal “A Tarde” pelos próprios moradores da região. “Os prejuízos não apenas afetam a comunidade da região, mas toda a população de Feira de Santana. Esperamos que a Secretaria de Meio Ambiente se sensibilize e investigue o grave crime que se está cometendo contra aquele manancial”.

Vereadores defendem utilização adequada para antigo prédio da Ebal na Avenida João Durval Carneiro 

Vereadores estão preocupados com os conflitos registrados entre badameiros e empresários do setor de confecções, em Feira de Santana, em razão de uma disputa pela propriedade do galpão que pertenceu a Ebal, na Avenida João Durval Carneiro. O imóvel está sendo alvo de um processo judicial movido pelo Sindicato das Empresas de Vestuário, que deseja obter a reintegração de posse.

Os badameiros ocuparam o prédio há sete anos e não admitem deixar o local. O prédio foi doado pelo então governador Paulo Souto à Prefeitura, na gestão de José Ronaldo, que fez a doação para o Sindivest. A finalidade seria abrigar ali um pólo de confecções. Mas isto não se concretizou. O aproveitamento do galpão acabou sendo feito pelos badameiros, mas não houve legalização da posse.

Para o vereador Carlos Alberto Costa Rocha, aquele não é um espaço adequado para a atividade dos badameiros.  “Formou-se um verdadeiro lixão no local. Devemos observar que o prédio está localizado em um bairro que cada vez mais se desenvolve, a partir do shopping Boulevard, com a implantação de hotel, agência bancária, entre outros”, disse ele.

 Em virtude da tentativa de cumprimento da decisão judicial em favor do Sindivest, houve ameaça até de agressões, por parte de alguns badameiros. “Alguns falaram em se armar para enfrentar o problema. Eles não aceitam deixar o local. A polícia esteve ali para cumprir a ordem judicial. Os badameiros procuraram a Prefeitura. Os badameiros não podem ser expulsos de qualquer jeito, desprezados. Devem ser assistidos”, defende.

Na opinião do vereador Luiz Augusto de Jesus, o galpão poderia ser aproveitado para a construção de uma policlínica por parte da Prefeitura Municipal. “O prédio tem toda a estrutura física para abrigar uma policlínica, que atenderia à população de diversos bairros daquela região. Seria o mais adequado”.

O vereador Justiniano França afirmou que a questão não é de responsabilidade do Município. Segundo ele, o imóvel pertence ao Governo do Estado, a quem cabe definir a utilização do prédio. “Não sei se o Sindivest tem recursos para transformar o galpão em um pólo de confecções”.

 Prefeito de Andaraí recebe Comenda Maria Quitéria na Câmara 

 Com uma emocionante homenagem ao empresário José da Costa Falcão, o patrão, chefe e, sobretudo, o amigo que ajudou na formação de seu caráter, o prefeito de Andaraí, Wilson Paes Cardoso, agradeceu a Feira de Santana a concessão da Comenda Maria Quitéria. Ele recebeu a honraria na noite de sexta-feira (22), cercado de familiares, amigos e autoridades que lotaram a galeria e o plenário da Câmara Municipal.

 Em um discurso de improviso, segundo ele, para “falar de coração, com a emoção do momento e olhando de frente para todos”, o novo comendador ressaltou o papel da família para a formação do cidadão, lembrou amigos já falecidos e enalteceu lideranças políticas que construíram a história da cidade, como Colbert Martins e José Falcão. À época, conforme observou “não se ouvia falar em corrupção de gestores e não se via escândalos”.

 Os agradecimentos do homenageado foram direcionados para o ex-vereador Nantes Bellas Vieira, autor do projeto de concessão da comenda, bem como a todos os vereadores que aprovaram a proposta em 1998, que foram citados um a um. A imprensa feirense também foi destacada pelo prefeito que se tornou liderança na Chapada Diamantina, mas nunca perdeu o vínculo com Feira de Santana.

 Mereceram citação do homenageado os prefeitos Marcos Airton Alves de Araújo (Lençóis), João Hipólito (Abaíra), Ivan Soares (Nova Redenção), Elter Bastos (Wagner), Marcos Teles (Palmeiras), Joilson Vieira (Utinga) e Fernando Medrado (Mucugê), definidos por Wilson Cardoso, como “homens comprometidos e determinados em tirar o atraso de 30 anos da Chapada Diamantina, com trabalho e honestidade”.

O homenageado foi saudado pelo vereador Roberto Tourinho, que destacou a sua visão empresarial e caráter de empreendedor, responsáveis pelo desempenho no setor, características que mantém na vida pública. “O que faz o prefeito Wilson Paes Cardoso na educação do pequeno município de Andaraí deveria ser seguido por governantes de grandes centros”, sinalizou Tourinho, lembrando que ele foi eleito em 2008.

 Presidente da Cooperfeira, Frifeira e Sindicato dos Produtores Rurais de Andaraí, diretor da Federação de Agricultura da Bahia (FAEB) e vice-presidente do Conselho de Consumidores da Coelba, foram alguns dentre os muitos cargos ocupados por Wilson Cardoso, conforme Roberto Tourinho, que foi designado pela presidência para saudar os convidados, dentre os quais os familiares do homenageado, inclusive a mãe Ana Miranda Paes Cardoso, de 85 anos.

 Wilson Cardoso recebeu a honraria ao lado da mulher Adaize Eulália de Melo, compondo a mesa ao lado do presidente da Casa, Antônio Carlos Passos Ataíde, o secretário municipal de Educação, José Raimundo Azevêdo, representando o prefeito Tarcízio Pimenta, o deputado estadual José Neto, a deputada federal e senadora eleita Lídice da Mata, o conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios Raimundo Moreira e o empresário José da Costa Falcão.

Sessão solene comemora Dia da Religião de Matriz Africana 

Nos discursos, nas roupas, nos gestos, nos costumes… Nunca a cultura africana se fez tão presente na Câmara Municipal de Feira de Santana, como na noite de quinta-feira (21), quando as mais diversas representações do movimento negro se reuniram para comemorar o Dia da Religião de Matriz Africana. O evento é realizado anualmente, por iniciativa do vereador Marialvo Barreto.

 A importância dos elementos da cultura africana para a construção de nossa própria cultura foi destacada pelo professor Marialvo, que abriu a série de pronunciamentos da noite. “Toda a nossa tradição veio de lá”, disse o vereador, referindo-se ao território africano, berço da cultura brasileira. Ele destacou a importância de se ter compromisso com o resgate e a valorização da religião que carrega essa simbologia.

“É preciso valorizar o sagrado”, resumiu Crstianizio Francisco de Almeida, presidente da Associação Religiosa Ilê Axé Ifi Faroni e um dos palestrantes da sessão solene, ao defender o respeito à religião de matriz africana, que ainda é encarada por alguns segmentos como folclore. Ele disse que na sociedade contemporânea não deve haver mais espaço para a intolerância religiosa, bem como para qualquer tipo de discriminação.

 Também falaram sobre a importância da herança africana Aristides Mascarenhas, presidente da Fenacab, e Danyel Nagô França dos Santos, do Terreiro Afú Oyá. Mas o ponto alto da sessão foi a homenagem prestada ao ex-vereador Renildo Brito, que teve atuação de destaque em defesa do movimento negro, conforme frisou a diretora do Núcleo Cultural e Educacional Odungê, Lurdes Santana.

Ainda durante a solenidade, a dirigente do Odungê entregou ao presidente da Câmara, Antônio Carlos Passos Ataíde, projeto para a criação de uma Frente Parlamentar Municipal de Política Pública e Promoção da Igualdade  Racial, Indígena e Cigana. De acordo com o projeto, deverão compor o grupo para formação da frente, além dos vereadores, conselheiros municipais de desenvolvimento social e representantes das comunidades negra, indígena e cigana.

 A sessão solene comemorativa do Dia da Religião de Matriz Africana foi presidida por Antônio Carlos Passos Ataíde, que compôs a mesa ao lado do juiz da Vara da Infância e Juventude de Feira de Santana, Walter Ribeiro Costa Júnior, e os três palestrantes. No plenário, representantes de entidades negras, terreiros, blocos afro e afoxés da cidade, vereadores e autoridades municipais.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]