Tourinho: a fragilidade do governo de Tarcízio Pimenta facilita a vida da oposição. Leia esta e outras notícias da CMFS

O vereador Roberto Tourinho (PSB), hoje (18/10/2010), em seu pronunciamento, na sessão da Casa da Cidadania, afirmou que, na condição de oposicionista, ele não encontra obstáculos para tecer críticas à administração do prefeito Tarcízio Pimenta. “Nos outros governos, eu tinha mais dificuldades para fazer oposição porque as denúncias vinham de fora para dentro, ao contrário desse governo onde as denúncias vêm de dentro para fora, visto que é um governo fraco, um governo cambaleante, um prefeito titubeante”, declarou Tourinho.
Na seqüência, ele disse que recentemente denunciou que um dos postos de saúde do bairro Campo Limpo estava distribuindo remédios estragados, de nome Ranimax, do lote 6151. Tourinho salientou que a Prefeitura buscou amenizar a situação, através de uma nota, publicada no dia 13 deste mês, cujo titulo: “Secretaria de Saúde recolhe medicamentos”.
O vereador disse que a referida nota não condiz com a realidade dos fatos. “A Prefeitura deu a nota depois que eu denunciei. A prefeitura diz que mandou recolher o medicamento no dia 28 de setembro, no entanto, como é que, na segunda-feira, esse remédio tinha no posto do Campo Limpo? Se a Prefeitura mandou recolher o medicamento vencido e alguém no posto de saúde estava distribuindo, por que a Secretaria Municipal de Saúde não fez uma sindicância para punir os culpados?”, indagou.
Tourinho aproveitou o ensejo para  prestar agradecimentos. “Eu agradeço muito porque as denúncias que eu faço vêm do próprio governo, daquelas pessoas que não acreditam na seriedade e na sinceridade do governo. Obrigado prefeito Tarcízio pelas denúncias que têm chegado. Agradeço aos ocupantes de cargos e aos que contribuem com o governo”, ironizou.
Câmara cria novas medalhas para homenagear personalidades em Feira de Santana 
A Câmara de Vereadores aprovou, na sessão desta segunda-feira (18/10), projetos de resolução criando homenagens para personalidades feirenses ou instituições que prestem relevantes serviços à comunidade, em diversas áreas do Município. São três novas medalhas de honra ao mérito, que devem ser outorgadas anualmente, pela Casa da Cidadania. O autor das propostas é o vereador Ângelo Almeida.
Uma das medalhas leva o nome de Olney São Paulo, a ser concedida a duas pessoas ou entidades que tenham contribuído à difusão da cultura e à arte, além da revelação de talentos artísticos no Município. “Olney foi um importante cineasta, que nasceu em Feira de Santana e ajudou a projetar a cidade”, disse o autor.
Também será criada a Medalha de Honra ao Mérito Professor Anísio Teixeira. Os homenageados, de acordo com o projeto, devem ter ações meritórias na área de educação, “que estimulem ou desenvolvam ações e campanhas que incentivem a melhoria da qualidade da educação pública, de forma que venha a reduzir os índices de analfabetismo em Feira de Santana”.
A Medalha de Honra ao Mérito Amigo do Transplante terá o nome do médico feirense Wilson da Costa Falcão. Serão homenageados profissionais, organizações sociais e pessoas que tenham contribuído com o incentivo à doação de órgãos e tecidos no Município.
A indicação dos homenageados para receber as honrarias deverá ser feita por sete representantes dos diversos segmentos, sendo dois desses membros da Casa da Cidadania. A Câmara deverá aprovar os nomes propostos através de Projeto de Decreto Legislativo.
 
Vereador apela ao Derba por recapeamento da estrada que dá acesso a Humildes
São precárias as condições atuais da BA 513, estrada que sai da BR 324 e dá acesso a Humildes. A informação é do vereador José Messias, mais conhecido como Zé Curuca. Representante político daquele distrito, ele disse que o diretor do Departamento de Infraestrutura de Transporte da Bahia (Derba) esteve em Feira de Santana recentemente, prometeu que iria recapear a rodovia, mas nada foi feito nesse sentido. “Acabou a campanha eleitoral e isto não aconteceu. A estrada está uma vergonha”, afirmou.
Ele informou que apenas foi feito um tapa-buraco. A população da comunidade do Fulô está prejudicada, com a poeira causada pelo trabalho de baixa qualidade. “Apelo ao coordenador do Derba, Jaime Cruz, que faça as melhorias. E também apelo ao prefeito Tarcízio Pimenta. Eu disse ao prefeito que se o Estado não faz, o Governo Municipal deve realizar a obra”.
Zé Curuca salientou que todas as reclamações recaem sobre o vereador. “Em Humildes, eu acabo sendo o alvo. Mas vereador não realiza obras”, esclarece. Ele pediu o apoio dos colegas vereadores e também da imprensa, “que lutem comigo por esta causa”.
O vereador Roque Pereira disse que acompanha o esforço do colega. “Não se preocupe, pois a partir de janeiro, com a atuação do deputado Carlos Geilson, essa luta vai ser vitoriosa”. Zé Curuca afirmou que também estará cobrando o apoio da deputada Graça Pimenta e do deputado Targino Machado. “Targino foi o mais bem votado no distrito, com 2,8 mil votos e tem obrigações com a comunidade”.
Vereador cobra do Derba melhorias para Rodovia BA 502
O vereador Ailton Araújo Rios (PSDB), hoje (18/10), em seu discurso proferido na tribuna da Câmara Municipal, cobrou do Departamento de Infraestrutura de Transporte da Bahia (Derba), a instalação de redutores de velocidade em alguns trechos da Rodovia BA 502 (Feira de Santana/São Gonçalo dos Campos). Segundo o ele, “próximo ao Posto Pau de Léguas tem acontecido vários acidentes, sobretudo, com vítimas fatais, devido à falta de sinalização”.
O edil disse que, há cinco meses, sua assessoria enviou um requerimento solicitando ao Derba melhorias para a via pública, mas até a presente data não resolveram o problema. “A semana passada aconteceu mais um acidente naquela Rodovia, infelizmente, a vítima, um pai de família, se encontra na UTI. Seu quadro é muito delicado. Os moradores daquela localidade ligaram para este vereador. Estive presente no local. Vai haver uma grande manifestação, para que o Derba venha a dar a atenção devida àquela comunidade”, declarou Ailton Araújo.
Câmara aprova em segunda votação projetos que tratam de segurança em shoppings e bancos 
Dois projetos de lei voltados para a segurança pública foram aprovados em segunda e última votação na sessão desta segunda-feira (18/10) da Câmara Municipal. Uma das proposições, de autoria do vereador David Neto, torna obrigatório, em shoppings e galerias que tenham a partir de 20 lojas, a utilização de detector de metais. O outro projeto, de iniciativa do vereador José Sebastião, determina aos bancos que instalem equipamento bloqueador de telefonia celular em suas agências.
Vários vereadores discursaram em direção contrária ao projeto que diz respeito às galerias e shoppings. O vereador Carlos Alberto Costa Rocha disse que a manifestação dos dirigentes das entidades de classes ligadas ao comércio, contrária ao projeto, através do jornal Tribuna Feirense, devem ser consideradas.  “São argumentos importantes. Pessoalmente, sou contra à matéria, por entender que não há relação com a realidade de Feira de Santana”.
O vereador Ângelo Almeida ressaltou que a Câmara deve criar projetos para facilitar a atividade empresarial, não para criar obstáculos. “Passar por uma vistoria a cada vez que se entra no shopping, sinceramente, cria um mal-estar. Além do que não existem estatísticas que justifiquem medida dessa natureza”.   A reação das entidades, diz ele, é natural. “São segmentos que necessitam ser ouvidos. As entidades vão para a Justiça e devem derrubar a matéria”.
A vereadora Gerusa Sampaio, que votou favorável à proposta em primeira votação, declarou que retificaria o seu voto. “As empresas devem investir em segurança interna, códigos de barra. Não há registro de assaltos a lojas em Feira de Santana. É importante, para o vereador, refletir, e se for o caso, modificar o voto, humildemente”.
O vereador José Sebastião disse que também vai retificar o seu voto. “A interpretação dos colegas vereadores que argumentaram contra o projeto está correta. Louvo a intenção do vereador David Neto, mas  medida de fato não é cabível”.
O autor do projeto, vereador David Neto, diz que há grande fluxo de pessoas e de dinheiro em shoppings, galerias e casas lotéricas. “Em São Paulo, há grande índice de ocorrências e isto vai chegar em Feira de Santana”, afirmou.
O segundo projeto, que obriga os bancos a instalar bloqueador de celulares nas instituições financeiras, foi aprovado por unanimidade. Agora, as matérias seguem para apreciação do Poder Executivo. O prefeito Tarcízio Pimenta tem prazo para sancionar ou vetar as leis.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]