Recuperação americana não trará empregos, diz especialista

Vice-presidente do Banco Mundial, Otaviano Canuto, acredita que economia dos EUA poderá se reerguer em 2011, mas empresas devem esperar mais para gerar novos postos de trabalho.

Vice-presidente do Banco Mundial, Otaviano Canuto, acredita que economia dos EUA poderá se reerguer em 2011, mas empresas devem esperar mais para gerar novos postos de trabalho.

Vice-presidente do Banco Mundial, Otaviano Canuto, acredita que economia dos EUA poderá se reerguer em 2011, mas empresas devem esperar mais para gerar novos postos de trabalho.

As medidas tomadas pelo governo dos Estados Unidos para se recuperar da crise econômica podem obter resultados positivos em 2011, mas sem a criação de novos postos de trabalho.

A opinião é do vice-presidente do Banco Mundial para Redução da Pobreza e Gerenciamento Econômico, Otaviano Canuto. No momento, os Estados Unidos registram uma taxa de desemprego de cerca de 10%.

Patamar Razoável

Na segunda-feira, o ex-professor de Economia da Unicamp dirigiu uma das mesas redondas do Banco Mundial sobre “Comércio e Emprego Após a Crise.” Para Canuto, “a taxa de desemprego dificilmente voltará a um patamar razoável já no próximo ano”.

Numa entrevista à Rádio ONU, nesta quarta-feira, ele disse que a maior participação dos países emergentes na economia mundial, levou a uma redução do impacto da crise dos Estados Unidos sobre a América Latina.

“É evidente que seria tudo mais fácil se a economia americana estivesse crescendo. Mas o ponto geral é que o eixo da dinâmica econômica no mundo está mudando de direção. Desde que as grandes economias emergentes continuem com um ritmo intenso, isso não será suficiente para substituir, mas o impacto do estado de desaceleração das economias avançadas será menos danoso do que foi no passado”, afirmou.

Locomotivas da Economia

O vice-presidente do Banco Mundial, Otaviano Canuto, disse que o investimento na criação de empregos por parte das empresas americanas poderá ser afetado por causa de um cenário de insegurança.

Segundo ele, a recuperação econômica deve levar a uma “reestruturação da economia americana e de seus setores de geração de postos de trabalho”.

Otaviano Canuto dirige uma divisão com cerca de 700 economistas no Banco Mundial. Ele acabou de lançar o livro “O Dia Depois de Amanhã”, que trata do que ele chamou de “troca de locomotivas na economia global”.

O livro, ainda em inglês, está disponível gratuitamente no site do Banco Mundial (www.worldbank.org sob o título The Day After Tomorrow).

*Com informações da Rádio ONU em Nova York

 

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]