Projeto Aguadas prepara comunidades rurais para a convivência com a seca

Em Vitória da Conquista, barreiros-trincheiras e bombas d´àgua populares estão sendo instaladas em cerca de 170 comunidades

Cerca de 170 comunidades da região de Vitória da Conquista estão recebendo equipamentos para captação e armazenamento de água de chuva com o propósito de garantir água para dessedentação animal e produção de hortas e alimentos nas próximas estiagens. A implantação de tecnologias simples e de baixo custo vem sendo realizada desde março deste ano pelo Cedasb – Centro de Convivência Agroecológico do Sudoeste da Bahia em parceria com o Ingá – Instituto de Gestão das Águas e Clima (autarquia da Sema – Secretaria de Meio Ambiente), através do projeto Aguadas.

Construções de barreiros-trincheira e bombas d´água populares são soluções que estão sendo encontradas através do diálogo entre o Estado e a sociedade para tornar possível a convivência da população com a seca. Segundo o Plano de Ação Nacional de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca, cerca de 86,8% do território baiano (490 mil km2) se encontra em área suscetível à desertificação.

“Estamos nos preparando para que possamos estender este trabalho para o conjunto do Semiárido no ano que vem. E para que municípios como Vitória da Conquista conquistem a possibilidade de conviver com a seca”, declarou Roque Aparecido, coordenador do projeto Aguadas.

Bahia combate a desertificação

Experiência-piloto, o projeto Aguadas está acontecendo simultaneamente em 69 municípios de 16 Territórios de Identidade, cobrindo toda a extensão do Semiárido. O projeto faz parte das ações do Plano Estadual de Combate à Desertificação (PAE-BA), que tem sido construído com a participação direta da sociedade.

Em 2010, aconteceram oficinas em Guanambi, Irecê, Paulo Afonso e Juazeiro, regiões que reúnem os 52 municípios mais vulneráveis ao processo de desertificação na Bahia, segundo estudos realizados pela UEFS – Universidade Estadual de Feira de Santana, com o apoio do Ingá.

Comitê Gestor

No último dia 13 aconteceu, na sede do Ingá, a primeira reunião do Comitê Gestor do Programa Estadual de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca. O Comitê é formado por 16 membros (10 do poder público estadual e 6 da sociedade civil), que tomaram posse durante o I Encontro de Colegiados Ambientais, em 30/8. A próxima reunião será em 22 de novembro, quando o Comitê definirá a Proposta Preliminar do Plano Estadual de Combate à Desertificação a ser apresentada em 23 de novembro, no Auditório Paulo Jackson, na sede do Ingá, em Itaigara.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]