Programa de Coleta Seletiva do Centro Antigo de Salvador passa por adequações

Comerciantes e moradores do Centro Histórico lotaram, na quinta-feira (21/10/2010), o auditório do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), no Pelourinho, para discutir a redefinição das diretrizes operacionais do Programa Piloto de Coleta Seletiva do Centro Antigo de Salvador. A ação é resultado de uma parceria da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) da Prefeitura Municipal e a Subprefeitura do Pelourinho, com a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult), por meio do Escritório de Referência do Centro Antigo de Salvador (Ercas).

Consultores do Plano de Reabilitação Participativo do CAS, na área ambiental, também fazem parte do programa. As atividades foram iniciadas há cerca de dois meses. Motos coletoras da Revita, empresa prestadora de serviços da Limpurb, fazem de segunda-feira a sábado, nos turnos matutino (das 9h às 10h30), e no vespertino (das 15h às 16h), a coleta seletiva em todo o trecho entre o Terreiro de Jesus e o largo do Pelourinho, 1ª etapa da ação.
Repactuação
Tendo em vista a pequena quantidade de resíduos recicláveis produzida no circuito da 1ª etapa, haverá uma alteração no horário das coletas. A partir de agora, a moto coletora fará o percurso uma vez ao dia, das 9h às 10h30. O gerente de operações da Limpurb, Roberto Carlos, explica que, por ser um trecho experimental, não é possível recolher grandes quantidades. “Ao reduzirmos para apenas um turno, otimizamos o trabalho”.
Os horários da coleta dos recicláveis foram reduzidos, mas o recolhimento do lixo orgânico ganhou mais um turno. A partir da próxima segunda-feira (25/10), o caminhão recolherá o lixo comum em dois períodos – das 7h às 9h e das 0h às 2h. Atualmente, o caminhão passa pelo Centro Histórico de Salvador (CHS) de segunda a segunda, das 7h às 9h.
De acordo com um levantamento feito pela Limpurb, 51,47% dos comerciantes fixados no perímetro de atuação da 1ª etapa do programa preferem que a coleta do material orgânico seja realizada a partir da 0h. A integração entre órgãos públicos e comunidade é essencial para o sucesso da iniciativa. A coordenadora geral do Ercas, Beatriz Lima, sugeriu, durante a reunião, o envolvimento de maior número de pessoas no programa. “Vizinhos, amigos, colegas de trabalho. Quanto mais gente estiver trabalhando na causa, mais rápido o CHS se tornará um local limpo, uma referência em coleta de resíduos recicláveis e orgânicos”.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]