Deputado ACM Neto diz que PT quer curral eleitoral no Nordeste

O deputado ACM Neto (DEM) disse nesta terça-feira (26/10/2010), no grande encontro político realizado em Salvador em defesa da candidatura presidencial de José Serra (PSDB), com a presença do senador Aécio Neves (PSDB), que o PT quer transformar o Nordeste em “curral eleitoral”. O mais apropriado para ele argumentar seria que o PT quer herdar o “curral eleitoral” que foi utilizado politicamente por seu avô que se beneficiou e a seu grupo por décadas.

“O PT acha que pode pintar o país inteiro com uma só cor, o vermelho. Mas o que queremos, e a população começa a perceber isso, é o azul, o amarelo e o branco da paz. Eles estão confiando muito no desempenho que terão no Nordeste, região que querem transformar em curral eleitoral. Mas, na Bahia, o que o PT fez foi trazer violência e criminalidade”. Mas uma vez o deputado se esqueceu de dizer é que a violência e a criminalidade não é privilégio do PT  e sim herança de um grupo político ao qual ele pertence e que fomentou  por muito tempo essa situação provocado pelo descaso para com as questões sociais que afligem o povo baiano, a exemplo do flagelo das drogas.

O democrata também criticou a estratégia do PT baiano de disseminar a informação falsa de que, com Serra eleito, a Bahia, onde o governador petista Jaques Wagner foi reeleito, será perseguida pelo governo federal. “Vamos fazer diferente do que o presidente Lula fez quando o governar era Paulo Souto. O governador Jaques Wagner pode ficar tranqüilo porque, com Serra, não haverá perseguição ou ameaças”. Mas uma vez o eminente político baiano falta com a verdade, à perseguição e ameaças por parte de seu grupo político sempre existiu e continuarão existindo como bem explicita o nível de campanha política desenvolvido pelos seus pares.

ACM Neto disse ainda que o PT tenta reescrever a história do país quando atribui exclusivamente ao presidente Lula os avanços obtidos pelos brasileiros nos últimos anos. Ele lembrou da luta pela redemocratização do país nas figuras de Tancredo Neves e Antonio Carlos Magalhães. Falta com a verdade ao fazer tal afirmação, pelo simples fato de tentar minimizar uma questão de política nacional  tão ampla, a apenas duas pessoas. Seu discurso não passa de retórica política e eleitoreira.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]