Igrapiúna: Colégio da zona rural representa a Bahia em encontro nos Estados Unidos

O Colégio Estadual Casa Jovem II, localizado na zona rural do município de Igrapiúna (a 322 km de Salvador), apresentará as suas experiências educacionais e representará a Bahia no “Intercâmbio Brasil-Estados Unidos de Diretores Escolares”. Um seminário educacional e oficinas de liderança fazem parte da programação do encontro que reunirá educadores brasileiros, argentinos, norte-americanos e mexicanos, de 13 de outubro a 6 de novembro, em Washington, nos Estados Unidos.

Implementado pelo American Councils for Internacional Education, o “Intercâmbio Brasil-Estados Unidos de Diretores Escolares” é organizado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos da América, pelas Embaixadas dos Estados Unidos da América na Argentina, no Brasil e no México, e pelo Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed).  Representantes de 24 estados brasileiros participarão do programa.

Para Francisco Nascimento, o diretor do Colégio Estadual Casa Jovem II, a oportunidade será excelente para trocar experiências sobre a escola pública de educação básica. “Dentre outros assuntos, vou dar ênfase aos ganhos obtidos com a participação ativa da família nas atividades escolares e com o uso das redes sociais voltado para educação”, planeja o diretor.

Esta será a primeira vez que Nascimento viajará rumo ao exterior, mas o retorno ao Brasil já lhe traz expectativas. “Meu maior desejo é poder transmitir essa experiência aos meus colegas da rede. Com certeza, irei conhecer novas e diferentes práticas e este encontro irá amadurecer as nossas possibilidades de trabalho com a Educação”, declarou.

O diretor aproveita para chamar a atenção sobre a importância de inscrever as escolas no Prêmio Nacional de Referência em Gestão Escolar, do qual o Colégio Casa Jovem II é um dos seis finalistas em 2010: “é graças à nossa colocação no Prêmio que estamos tendo essa chance. Gostaria que outros gestores se sentissem, a partir de agora, incentivados a participar”, disse.

Destaque – Com 712 estudantes matriculados, o Colégio Estadual Casa Jovem II guarda, na prática de uma gestão participativa, o sucesso dos seus resultados. “Estudantes, pais, professores e representantes da comunidade local participam ativamente do planejamento e da execução dos nossos projetos”, explica o diretor Francisco Nascimento referindo-se ao I Conselho Comunitário do Campo, que monitora tanto o desempenho dos estudantes na escola quanto a sua convivência famíliar.

“Atribuo à participação da família no processo de escolarização os nossos maiores avanços e é essa participação que eu vou destacar quando for apresentar o nosso colégio nos Estados Unidos”, anuncia Francisco Nascimento. Ele afirma que “a manutenção da família dentro da escola, garante, ao Casa Jovem II, índices de violência e depredação do patrimônio público zerados”.

Experiências – A exposição de experiências educacionais bem-sucedidas, definitivamente, não será uma tarefa difícil para o Casa Jovem II. O Colégio desenvolve um projeto pioneiro de horta medicinal, onde os estudantes e seus familiares participam de oficinas, plantam, colhem e, em breve, poderão reforçar a renda familiar com a comercialização de ervas medicinais como o hortelã rasteiro, manjericão, erva-cidreira, capim-santo, alecrim-pimenta, hortelã japonesa, cravo-da-índia e citronela.  Este projeto têm o apoio da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, do Ministério da Agricultura e da Fundação Odebrecht.

Além da horta medicinal, o Casa Jovem II possui também um viveiro de hortas, onde se cultivam plantas para o consumo alimentar. Entre elas, cenoura, alface, couve, beterraba, coentro, salsa e quiabo que são utilizados para complementar a alimentação escolar dos 350 estudantes que permanecem em tempo integral na escola.  Ainda faz parte das ações desta unidade um projeto de integração com a comunidade quilombola de Laranjeira, que ajuda no fortalecimento da identidade cultural local.

E, é o Colégio Estadual Casa Jovem II, de Igrapiúna, que irá abrigar a primeira Escola de Instrução Militar da Bahia, cujo acordo de cooperação técnica com o Exército Brasileiro, a Fundação Odebrecht OSCIP-Casa Jovem, foi assinado em 27 de setembro de 2010 pelo secretário da Educação do Estado da Bahia, Osvaldo Barreto.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]