Em Salvador, a Faculdade 2 de Julho promove a 6ª Conferência Jaime Wright discute trabalho e direitos humanos

As relações entre o mundo do trabalho e os direitos humanos fazem parte dos debates da 6ª Conferência Jaime Wright de Promotores da Paz e dos Direitos Humanos, que acontece de 18 a 20 de outubro, na Faculdade 2 de Julho. O secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esportes, Nilton Vasconcelos, participa da abertura do evento, que integra o calendário de comemorações dos 83 anos do Colégio 2 de Julho (C2J).

Uma das novidades para a Conferência, nesta sexta edição, é a apresentação do Grupo de Câmara do Neojibá. O C2J possui atualmente três estudantes que fazem parte das orquestras do Neojibá: violinista Ainoã Cruz, a oboísta Érica Barreto Smetack e Priscila Gabriele Rodrigues, aluna destaque da classe de regência. Outra novidade é a entrega do Troféu Baker a ex-estudantes do C2J, que são destaques no mercado de trabalho. Os homenageados são Saul Quadros, presidente da OAB-BA; Mário Kertesz, radialista, ex-prefeito de Salvador; Harildo Deda, ator e diretor teatral eLeda Jesuíno, educadora e presidente da Academia de Educação da Bahia.

Integram a programação, mesas-redondas durante a tarde e conferências noturnas, com conteúdos que se relacionam diretamente ao tema escolhido. Para essa edição, já estão confirmadas as presenças de Almerico Lima, Superintendente de Educação Profissional do Estado da Bahia, e José Ribeiro, do escritório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil.

Na noite de encerramento, a Faculdade 2 de Julho entrega o Prêmio Jaime Wright a entidades e pessoas comprometidas com a prática dos Direitos Humanos e a construção da Paz no Brasil. As inscrições podem ser feitas através do site WWW.f2j.edu.br/jaime/2010

Histórico da Conferência – 6 anos

A Conferência Jaime Wright de Promotores da Paz e dos Direitos Humanos foi instituída pelo Conselho de Curadores da Fundação 2 de Julho, em 2005, por proposta da Faculdade 2 de Julho, com o objetivo de criar um fórum de debates em torno de tão importante tema, envolvendo ilustres pessoas de todo o país que estejam comprometidas com a criação de uma sociedade onde se viva em Solidariedade e Paz.

Em 2005 o prêmio foi entregue ao Projeto Axé pelo seu trabalho em prol das crianças e adolescentes vítimas de exclusão social; e às senhoras Marilene Lima e Souza e Vera Lúcia Leite Flores. As duas donas-de-casa residentes no bairro de Coelho Neto, no Rio de Janeiro, próximo à Comunidade do Acari, são as líderes do movimento Mães de Acari. Na categoria Menção Honrosa, o Prêmio Jaime Wright foi outorgado ao professor Gey Espinheira (UFBA).

Em 2006, os ganhadores da segunda edição do Prêmio Jaime Wright de Promotores da Paz e dos Direitos Humanos foram o Irmão Henrique Peregrino da Trindade, pelo trabalho missionário e pastoral que desenvolve com moradores de rua, em Salvador, e o Fórum Comunitário de Combate a Violência (FCCV).

Em 2007, foram premiados Carlita da Costa, na categoria personalidade, em razão de sua luta contra os graves problemas vividos pelos trabalhadores da cana e suas famílias, na região de Cosmópolis, no interior de São Paulo. e para a Fundação SOS Mata Atlântica, na categoria institucional. A cerimônia foi marcada também pela homenagem a Antônio Conceição Reis, ambientalista assassinado no bairro de Itapuã, em Salvador, na manhã do dia 10 de julho de 2007.

Em 2008, na categoria “Personalidade”, a advogada Joênia Wapichana recebeu a homenagem pela sua atuação na causa indígena e pela notoriedade internacional em defesa da Terra Indígena Raposa Serra do Sol. No “Prêmio Institucional”, André Feitosa Alcântara representou o Centro de Direitos Humanos de Sapopemba Pablo González Olalla (SP), que já esteve, inclusive, na mira do crime organizado e trabalha com a promoção dos Direitos Humanos em comunidades paulistas que abrangem 300 mil pessoas numa área de 37 favelas. A “Homenagem Especial” foi para Diva Santana (Grupo Tortura Nunca Mais), de Salvador, pela trajetória de vida e envolvimento na Campanha Memória e Verdade, que trata da anistia, processos de reparação e luta contra a impunidade dos torturadores durante o regime militar.

Em 2009, o Instituto Paulo Freire, representado por Jason Mafra, foi o vencedor do Prêmio Jaime Wright de Promotores da Paz e dos Direitos Humanos, na categoria institucional.  Na categoria pessoa física, a premiação foi para o historiador Ubiratan Castro, pelas pesquisas sobre os movimentos sociais  e o excelente trabalho à frente da Fundação Pedro Calmon, que coordena o sistema de Arquivo e Bibliotecas Públicas de todo o Estado. A menção honrosa foi atribuída a Ana Vaneska Almeida,  eleita pela própria comunidade do subúrbio ferroviário para coordenar o Centro Cultural Plataforma, que esteve fechado por quinze anos e foi reaberto em 2007.

O nome da Conferência e do Prêmio é uma homenagem ao pastor presbiteriano Jaime Wright, um dos idealizadores da Fundação 2 de Julho e da Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), e que se tornou notável pela sua ação como co-promotor do grupo Clamor, na defesa dos Direitos Humanos no auge da ditadura militar, e como co-autor do livro “Tortura Nunca Mais”, escrito juntamente com Dom Paulo Evaristo Arns, ex-arcebispo de São Paulo, e outros defensores desta causa. Arns  carinhosamente o tratava como “Meu Bispo Auxiliar”, ignorando o fato de ser esse um pastor protestante, em função do profundo espírito ecumênico existente no coração de ambos.

PROGRAMAÇÃO

18/10 – 18h30

Ação de Graças pelos 83 anos do Colégio do 2 de Julho – Pr. Claudio Chagas (Igreja Presbiteriana Unida)

Apresentação da Orquestra Sinfônica Juvenil 2 de Julho (Projeto Neojibá)

Entrega do Troféu Baker

Solenidade de Abertura da Conferência Jaime Wright

Palavra de Saudação do Secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esportes – Nilton Vasconcelos

19/10

17 horas – Mesas Temáticas

Perfil e Reestruturação do Mercado de Trabalho na Bahia – Prof. Ivan Gargur e Vânia Moreira

Relações de Gênero e Etnia no Trabalho – Profa. Cássia Carneiro

Exploração do Trabalho Infantil e do Trabalho Escravo – Prof. Marcos Vinícius Melo e Dra. Viviane Leite

19 horas – Conferência

Educando para o novo mundo do trabalho – Franscisca Pini (Diretora Pedagógica – Instituto Paulo Freire)

20/10

17 horas – Mesas Temáticas

Indústrias Criativas

Novo Mundo Rural – Profa. Elba Punski

Novas Tecnologias e Novas Tendências no Mercado de Trabalho – Profa. Cristina Mascarenhas

Empregos Verdes – Profa. Júlia Salomão e Benito Juncal

19 horas – Conferência

Desenvolvendo novos requisitos para o mundo do trabalho – Almerico Lima (Superintendente de Educação Profissional do Estado da Bahia)

Outorga do Prêmio Jaime Wright

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]