Deputado estadual Zé Neto pede apoio aos companheiros para eleição de Dilma e critica postura da oposição

Levar adiante, ou não, o projeto que mudou a vida dos brasileiros, que tirou o Brasil de uma situação inexpressiva no cenário internacional e colocou o Brasil em evidência, no G20, que está sendo ampliando para que mais países possam disputar e discutir as decisões do mundo. Este foi o tópico central do discurso do estadual Zé Neto (PT) na tarde desta quarta-feira (13/10/2010) na Assembleia Legislativa da Bahia referindo-se ao segundo turno deste pleito eleitoral.

A respeito das criticas que vem sendo feitas à candidata à Presidência da República Dilma Rousseff por parte da dita “grande imprensa”, o deputado foi enfático. “A Veja e a Globo, por exemplo, querendo reproduzir o Café com Leite, que, ancestralmente, nesta política nacional, só nos trouxe péssimas memórias, nesse momento, não vai medir esforços para fazer mais confusão ainda na cabeça de nossos eleitores. Foi das picuinhas, das mentiras e das calúnias que foram incutidas na internet que, por exemplo, fizeram do aborto uma temática extremamente negativa enquanto que nós sabemos que o próprio Serra foi um dos que comandou, no governo de FHC, quando foi Ministro da Saúde, a regulamentação do aborto, um assunto que deve ser tratado nacionalmente e agora vem sendo utilizado para demonizar Dilma”, disse o petista ao observar que a boataria vem sendo promovida por uma parte da imprensa que há muito concentra em interesses pessoais e que, segundo ele, busca nas condições extremamente irrelevantes, “fazer de gotas d’água oceano”.

O parlamentar ainda disse que para que a marca do presidente Lula como o grande presidente da história desse país seja levada adiante é necessário que baianos e brasileiros tenham consciência da dimensão desse pleito.

“Tenho certeza absoluta que se nós déssemos o passo para o Serra ser presidente seria um retrocesso de tudo o que país construiu, da solidez econômica e do respeito internacional que nós temos hoje, dessa esperança que reanima o povo, da ampliação das universidades públicas no Brasil em termos de vagas, do Prouni, que atende a mais de 700 mil jovens e adultos, das escolas técnicas que eles esqueceram, depredaram e que hoje nós retomamos como propulsoras do desenvolvimento em todo o Brasil”, pontuou o deputado mais votado pelo Partido dos Trabalhadores na Bahia, Zé Neto.

Para o parlamentar, a projeção atual do norte-nordeste em relação ao sul-sudeste é resultado do compromisso de fazer com que o desenvolvimento, em todos os âmbitos, alcance o Brasil com um todo deixando de concentra-se no eixo Minas-Rio-São Paulo como no passado.

“Chega de Café com Leite! Chega das elites regionais pensarem que podem mandar no país! O tempo em que a atual oposição ficou no poder foi o tempo do desgaste e do desgosto do nordestino, do nortista e de todo o povo brasileiro, inclusive dos sulistas, que sofreram muito em termo de desenvolvimento.

Esse Brasil democrático onde o povo não é excluído, onde o povo não é só voto, esse Brasil tem que continuar sendo reconduzido pelo projeto atual e nós temos que trabalhar nesses próximos dias incansavelmente para que tenhamos o resultado que esperamos e para isso nós temos que acabar de vez com esse jogo sujo contra Dilma. Essa atitude, repito, é fruto do desespero de uma elite medíocre que não percebeu que esse Brasil também é Norte, é Nordeste, que esse Brasil é um todo e precisava de um governo que trabalhasse pelo seu povo”, frisou o deputado.

“Vamos trabalhar aqui na Bahia porque se este estado é muito melhor com Wagner, o Brasil é muito melhor com Dilma. Vamos em frente que daqui até que no dia 31 vamos segurar a respiração e partir para dentro com todo o vigor, com todo o gás porque o que está em jogo não é apenas a eleição para presidente, mas o destino desse Brasil”, concluiu Zé Neto.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]