Cacauicultores podem pagar parcelas atrasadas do Pesa com até 60% de redução e Cacau da Bahia vence concurso internacional no Salon du Chocolat

“Demos um grande passo para solucionar a dívida do cacau. Agora nossas atenções estarão voltadas para a diversificação das culturas e para a verticalização da cadeia produtiva do cacau”, disse em Paris o secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, ao ser informado que o Banco Central publicou a resolução 3.917do Conselho Monetário nacional, CMN, permitindo o pagamento das parcelas do Pesa vencidas em 2010 e em anos anteriores com bônus de adimplência. “Essa decisão é um grande avanço. Dá fôlego novo aos produtores que estavam na expectativa da regularização dessa situação”, festejou José Mendes, vice-presidente da Federação da Agricultura do Estado da Bahia, Faeb. O secretário destacou que a vitória é dos produtores e do governador Jaques Wagner, que três dias após sua reeleição o enviou à Brasília para defender junto aos ministérios da Agricultura e da Fazenda propostas de resolução das pendências da dívida do Cacau.

A notícia foi recebida com festa em Paris, onde o secretário Eduardo Salles, o superintendente de Política do Agronegócio da Seagri, Jairo Vaz, o presidente da Associação dos Produtores de Cacau, APC, Henrique Almeida, e o presidente do Sindicato Rural de Ilhéus, Isidoro Gesteira, comemoravam duas grandes conquistas: o cacau da Bahia foi vencedor do concurso internacional, e em julho de 2012 o Salon du Chocolat será realizado na Bahia.

Para Guilherme Galvão de Oliveira Pinto, diretor da APC, “a publicação da resolução 3.917do Conselho Monetário nacional é uma conquista da Bahia, principalmente do governador Jaques Wagner e do secretário Eduardo Salles, que beneficia os produtores não só da Bahia, mas de todos os estados”. Segundo ele destaca, com esta resolução os produtores poderão pagar as parcelas em atraso do Pesa com até 60% de desconto.

“Isso demonstra que o governo da Bahia está sensibilizado e, através da secretaria da Agricultura, empenhando em resolver definitivamente a questão da dívida do cacau. A resolução do CMN reduz as dívidas em mais de 1/3 e cria condições para o produtor regularizar seu financiamento”, disse Henrique Almeida, presidente da APC. O presidente do Sindicato Rural de Ilhéus, Isidoro Gesteira, confirma que “avançamos bastante. Vamos pensar agora industrialização”.

Cacau da Bahia é o melhor do mundo na categoria “cacau chocolate”

O cacau produzido na Fazenda São Pedro, em Ilhéus, é o melhor do mundo na categoria “Cacau Chocolate”, vencedor do Concurso Internacional de Amendôas de Cacau de Paris, realizado nesta sexta-feira, (30/12), no Salon du Chocolat. As amêndoas produzidas em Ilhéus por João Tavares superaram as 150 amostras de 20 países. “Isso é fruto do trabalho que estamos realizando há três anos. Plantamos aqui uma semente e abrimos as portas do mundo para o nosso cacau”, disse o entusiasmado produtor. Para o secretário estadual da Agricultura, Eduardo Salles, a vitória da Bahia no concurso nacional é o reconhecimento de que a Bahia produz cacau de qualidade e que está entre os melhores do mundo.

Um júri internacional formado por especialistas analisou as 150 amostras, que foram transformadas em licor de cacau, e selecionou 50, das quais sete do Brasil e destas 5 da Bahia.

As amostras foram selecionadas nas categorias “Cacau Chocolate”, Frutale” e “Caramelo”, e passaram então pelo crivo de um júri formado por 40 pessoas. Concorrendo na categoria mais importante do concurso, “Cacau Chocolate”, as amêndoas produzidas na Fazenda São Pedro conquistaram o primeiro lugar. Outras amostras da Bahia classificadas foram da Fazenda Venturosa e da AM Libânio.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]