Análise do IPC aponta deflação em Salvador no mês de setembro

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de Salvador, calculado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento do estado (Seplan), variou -0,06% em setembro. Este resultado foi inferior ao apurado no mês anterior (0,01%). Em setembro de 2009, o IPC havia registrado -0,09%. Com o resultado de setembro, a inflação acumulada no ano atingiu 2,62%.

A deflação apresentada na capital baiana em setembro teve como maiores contribuições, nesta ordem, a redução nos valores pagos pela Gasolina (-7,94%), Automóvel novo (-1,47%), Álcool combustível (-11,23%), Cebola (-21,71%), Feijão mulatinho (-5,75%), Cruzeiro marítimo (-3,51%), Batata inglesa (-14,06%), Tomate (-8,70%), Cerveja consumida fora do domicílio (-0,83%) e Móvel para copa/cozinha (-8,37%).
Em contrapartida, os produtos cujos preços exerceram maiores pressões de alta no indicador da SEI foram Pão francês (7,62%), Camiseta, blusa e blusão femininos (6,78%), Charque (6,92%), Carne bovina (chupa-molho) (7,80%), Móvel para quarto (6,32%), Condomínio (1,64%), Frango congelado (3,17%), Aluguel residencial (0,62%), Calça comprida masculina (1,92%) e Serviço de reparo em veículos (0,80%).
Dos 375 produtos e serviços pesquisados mensalmente pela SEI, em setembro, 101 registraram decréscimos, 107 não tiveram alterações e 167 apresentaram aumento nos preços médios. Com o resultado, no acumulado dos últimos 12 meses (outubro de 2009 a setembro de 2010), a taxa situou-se em 3,01%, resultado superior ao acumulado nos 12 meses imediatamente anteriores (setembro de 2009 a agosto de 2010), que foi de 2,98%.
Levando-se em conta apenas os reajustes individuais, os produtos e serviços cujos preços médios mais diminuíram, em setembro, foram cebola (-21,71%), batata-inglesa (-14,06%), conjunto esportivo masculino (-11,67%), álcool combustível (-11,23%), alface (-9,49%), tomate (-8,70%), móvel para copa/cozinha (-8,37%), gasolina (-7,94%), pepino (-7,69%) e aipim (-6,82%).
O resultado da inflação de setembro de 2010, em Salvador, foi obtido pela comparação entre os preços médios dos produtos e serviços pesquisados do primeiro ao último dia útil do mês e os preços coletados no mesmo período do mês anterior, para famílias com rendimentos de um a 40 salários mínimos.
Custo da cesta básica mantém alta
A ração essencial mínima definida pelo Decreto-Lei 399, de 30 de abril de 1938, que estabelece 12 produtos alimentares (feijão, arroz, farinha de mandioca, pão, carne, leite, açúcar, banana, óleo, manteiga, tomate e café) e suas respectivas quantidades, passou a valer R$ 172,52 em setembro, com um acréscimo de 1,18%, em relação a agosto de 2010. Com este resultado, a variação acumulada no ano chegou a 3,44%.
Dos 12 produtos que compõem a ração essencial mínima, seis registraram variações positivas Pão francês (7,62%), Óleo de soja (3,19%), Feijão (2,62%), Banana-prata (2,37%), Carne bovina (cruz-machado) (1,39%) e Café moído (0,39%).
Quatro produtos registraram variação negativa: Manteiga (0,26%), Leite pasteurizado (0,91%), Açúcar cristal (0,98%) e Tomate (8,70%). Permaneceram estáveis os preços médios da farinha de mandioca e do arroz. Em setembro, o tempo de trabalho necessário para se obter a cesta básica foi de 81 horas e 11 minutos e o trabalhador comprometeu 33,83% do salário mínimo (R$ 510,00) para adquirir os 12 produtos da cesta.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]