O Jornal do Brasil foi marcado por um histórico de inovações | Por Luiz Inácio Lula da Silva

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante entrevista no Palácio do Planalto.

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante entrevista no Palácio do Planalto.

Em mais de um século de existência, o Jornal do Brasil foi marcado por um histórico de inovações. Com poucos anos de fundação, teve a ousadia de lançar uma proposta editorial voltada para as reivindicações populares. Nos anos 1950, revolucionou a imprensa brasileira, com uma reforma editorial e gráfica que estabeleceu um novo paradigma, dando novos rumos a todos os jornais da época. Nos anos 1970, foi pioneiro na cobertura cotidiana do movimento sindical e das greves dos metalúrgicos do ABC paulista. E eu fui testemunha disso. Na última década do século passado, foi o primeiro jornal do país a publicar notícias na internet.

A partir de hoje, o JB inicia uma nova fase de ousadia. Torna-se o primeiro dos tradicionais periódicos brasileiros a abdicar da distribuição do jornal impresso. Continuará sendo publicado em formato digital, com noticiário acessível na internet mediante assinatura paga. Trata-se de um novo modelo de negócios, voltado para uma nova era da tecnologia e do conhecimento.

Como desbravador de um terreno ainda desconhecido pela imprensa brasileira, o Jornal do Brasil terá um imenso desafio pela frente: encontrar um formato que equilibre a agilidade e portabilidade das novas mídias digitais com a organização e ordenação hierárquica das informações e acontecimentos a serem compartilhados pelos cidadãos em suas relações sociais. Um formato que possa, simultaneamente, beneficiar-se de um custo de produção menor, mas que seja capaz de manter e superar o patamar de qualidade e credibilidade dos concorrentes impressos. O grande segredo dessa aventura é encontrar a fórmula de financiamento adequada ao novo empreendimento e, ao mesmo tempo, estabelecer um vínculo de cumplicidade participativa dos leitores, consolidando uma relação de confiança e fidelidade.

O jornalismo impresso está vivendo um momento de grande incerteza no mundo inteiro. Essa experiência estará sendo observada com muita atenção não só por acadêmicos, mas por proprietários e jornalistas de inúmeras publicações tradicionais do país e do exterior. Torço profundamente para que o Jornal do Brasil consiga encontrar o seu caminho e volte a ser uma publicação de referência mundial e de grande destaque na formação da opinião pública brasileira.

O Brasil precisa de bons jornais. Não importa se impressos ou em plataformas eletrônicas. O importante é que tenham qualidade e estejam comprometidos em levar a seus leitores boa informação e debate de ideias qualificado.

*Por Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]