Programas mudam o cenário da educação na zona rural baiana

Ao longo de três anos e meio, o governo da Bahia levou programas educacionais estruturantes e universais à zona rural do estado. Cerca de 500 mil baianos foram alfabetizados por meio do programa Todos pela Alfabetização (Topa), devolvendo à população o direito de ler e escrever. Desses, cerca de 60% estão na zona rural.

“A Bahia tem a maior população rural do país e o que estamos fazendo é um resgate de uma dívida histórica daqueles que vivem no campo, em sua grande maioria, excluídos do direito à educação”, afirmou o secretário da Educação, Osvaldo Barreto.

A parcela da população historicamente excluída do processo educacional se beneficia também com programas de educação no campo. Por meio deles, a educação chega, de fato, ao interior, abrangendo cerca de 200 mil estudantes, distribuídos em cinco mil localidades.

A Secretaria Estadual da Educação (SEC) deu um salto de 1.000% na oferta de vagas na educação profissional, beneficiando mais de 40 mil jovens. “Estamos preparando nossos jovens para o mundo do trabalho, com atendimento direto no seu território de identidade”, observou o secretário.

Hoje, a Bahia oferece ainda o maior projeto de formação de professores das redes estadual e municipal do país, através do Programa de Formação Inicial, cuja meta é ofertar, até 2011, 60 mil vagas.

A participação efetiva da comunidade escolar através do grêmio, do colegiado e de eleições para diretor é outro destaque na política de democratização da educação do governo da Bahia.

Por trás dos avanços da educação no estado está o movimento Todos pela Escola, que mobiliza governo e sociedade na defesa de uma escola pública, gratuita e de qualidade.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]