O deputado federal, Índio da Costa, relator da lei Ficha Limpa foi o escolhido para ser o vice na chapa de Serra

O DEM definiu que o deputado federal Índio da Costa, do Rio de Janeiro, será o candidato a vice-presidente da República na chapa de José Serra, do PSDB. O nome foi confirmado agora há pouco pelo presidente do DEM, Rodrigo Maia (RJ), depois de participar de várias reuniões em São Paulo com as principais lideranças dos dois partidos.

Rodrigo Maia é esperado em Brasília para fechar a Convenção Nacional do Democratas, que precisa confirmar a aprovação do nome de Índio da Costa. O deputado carioca já está em Brasília, mas deixou a convenção agora há pouco sem falar com jornalistas.

O deputado Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA) considerou a escolha um “fato novo que vai oxigenar a campanha de José Serra” e prestigiar a população jovem do país, referindo-se à idade de Índio da Costa, que tem 40 anos. Índio da Costa está no primeiro mandato como deputado federal. Antes, ocupou vaga na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro por três legislaturas, pelo antigo PFL e atual DEM.

Índio da Costa foi o relator da comissão especial que fez a primeira análise do projeto de iniciativa popular que resultou na Lei da Ficha Limpa, que proíbe a candidatura de condenados por órgãos colegiados.

Serra elogia escolha de Indio da Costa como vice em sua chapa

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, elogiou a indicação do deputado Indio da Costa (DEM-RJ) para vice em sua chapa. “O nosso Indio é um político da nova geração, é um político jovem, mas que já tem uma experiência importante na vida pública. Foi administrador regional, secretário municipal de administração e vereador da cidade do Rio de Janeiro e é um dos deputados federais mais atuantes, e foi relator do Projeto do Ficha Limpa”.

Serra afirmou ainda Indio da Costa vai contribuir com sua campanha trazendo “aquilo que a nossa vida pública tem de mais jovem e de mais renovador e [ele] representa hoje uma aliança forte pelo Brasil”. Para o tucano, a indicação do deputado para vice em sua chapa representa uma novidade, que é um sinal de renovação e de esperança para o Brasil.

“Queremos fazer um governo que abra oportunidades para os brasileiros de maneira contínua em relação ao futuro, que abra caminhos, que renove o nosso país e que faça com que nosso país siga avançando. O Brasil pode mais, e pode melhorar em muitas coisas”, disse Serra, durante encontro com as lideranças dos três partidos (PSDB, DEM e PPS) que integram a coligação, que tem também como parceiro o PTB.

Serra disse, ainda, que a definição do seu companheiro de chapa vai poupar a ele tempo nas respostas das perguntas dos jornalistas. “Já tendo um vice vou poder ter muito mais tempo para responder perguntas sobre o que eu vou fazer com o Brasil, do que o que vou fazer com o vice”, disse ao explicar que, nas últimas entrevistas, a pergunta sobre a definição do vice era a mais frequente.

Em relação à polêmica do anúncio e da retirada do nome do senador Álvaro Dias (PSDB-PR) como companheiro de chapa, o candidato do PSDB garantiu que não ficou nenhuma sequela. “A gente tem que olhar para frente. O tipo de negociação que a gente faz implica ideias diferentes. Nós tínhamos uma proposta de alguém muito preparado, que envolvia uma determinada combinação política num estado [Paraná], que infelizmente não deu certo, não por nós.”

A definição do companheiro de chapa de Serra se arrastou por meses. A primeira investida foi sobre ex-governador de Minas Gerais, o tucano Aécio Neves. Com a recusa do mineiro, muitos nomes foram colocados na mesa de negociação. Com o passar do tempo e a chegada da data limite para a definição das coligações e dos nomes para compor as chapas, surgiu o nome de Álvaro Dias. A indicação não foi aceita pelo DEM, que ameaçou romper a aliança com os tucanos.

De sexta-feira (25) até hoje (30), muitas reuniões, que duraram madrugadas inteiras, foram feitas na busca da unidade dos partidos de oposição em torno de uma aliança para a disputa presidencial deste ano. De ontem (29) para hoje, democratas e tucanos reunidos em São Paulo fecharam a aliança com a indicação de Indio da Costa para a formação da chapa.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]