Unesco pede silêncio por jornalistas mortos no mundo

No Dia Mundial de Liberdade de Imprensa, celebrado nesta segunda-feira, Irina Bokova fala sobre a importância do direito à informação; ela lembrou as 77 mortes de jornalistas em 2009.

A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, Irina Bokova, pediu nesta segunda-feira um minuto de silêncio em todo o mundo para lembrar os jornalistas que morreram no exercício da profissão.

Em mensagem pelo Dia Mundial de Liberdade de Imprensa, celebrado neste 3 de maio, Bokova citou os 77 assassinatos de jornalistas no ano passado, a maioria repórteres que cobriam histórias locais.

Impunidade

Segundo o responsável pelo escritório das Américas da ONG Repórteres Sem Fronteiras, Benoît Hervieu, a impunidade é um dos principais problemas nesses casos.

Ele disse à Rádio ONU, de Paris, que Honduras é um dos países mais perigosos do mundo atualmente para jornalistas e chamou de massacre as 7 mortes registradas no país em 2010 em pouco mais de um mês.

No Brasil, de acordo com Hervieu, a preocupação é maior nas regiões Norte e Nordeste, devido ao contrabando e ao crime organizado.

“Também é um problema para jornalistas brasileiros falar sobre questões de meio ambiente e tráfico de madeira. Tudo isso faz com que os jornalistas sejam expostos a vinganças por traficantes mas também por autoridades que podem ter vínculos com o crime organizado ou com fazendeiros que tem apoio político”, afirmou.

Direito

Para a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, o Dia Mundial de Liberdade de Imprensa é fundamental para que todos saibam a importância do direito à informação, um princípio que organizações e governos tem obrigação de compartilhar e disponibilizar a qualquer pessoa.

Ela disse que, cada vez que pegamos um jornal, ligamos o noticiário na televisão e no rádio ou vamos à internet, a qualidade daquilo que vemos ou ouvimos depende do acesso que a mídia tem à informação exata e atualizada.

*Com informações da Rádio ONU

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]