Seminário discute liberdade de expressão

Seminário discute liberdade de expressão.

Seminário discute liberdade de expressão.

A liberdade de expressão e as tentativas de impedir que a imprensa a exerça plenamente serão os temas de seminário que a Emerj (Escola de Magistratura do Rio de Janeiro) realiza hoje de manhã (03/05/2010), na capital fluminense. O evento marca o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.

“O momento talvez não pudesse ser mais apropriado, diante dos preocupantes sinais emitidos por governos autoritários de alguns países da América do Sul, apontando para o cerceamento da liberdade de imprensa”, disse Manoel Alberto Rebêlo dos Santos, diretor-geral da Emerj.

O seminário terá o apoio da ANJ (Associação Nacional de Jornais), da Abert (Associação Brasileira de Empresas de Rádio e Televisão) e da Aner (Associação Nacional dos Editores de Revista).

Entre os palestrantes estará o jornalista americano Carl Bernstein, cujas reportagens com Bob Woodward, no jornal “Washington Post”, desencadearam o escândalo de Watergate, de espionagem de políticos opositores, e contribuíram para o processo de impeachment e a renúncia do presidente Richard Nixon, em 1974.

Bernstein falará sobre a “tendência mundial de controle da comunicação” -segundo o último relatório da organização americana Freedom Forum, 2009 foi um ano de retrocesso na liberdade de imprensa no mundo. Na América Latina, diz o relatório, a situação piorou sobretudo na Venezuela, onde houve ações contra as emissoras de TV oposicionistas RCTV e Globovisión.

Um dos convidados do evento era o dono da Globovisión, Guillermo Zuloaga, que não obteve autorização da Justiça para deixar o país. Será representado por seu filho, Carlos Alberto Zuloaga, vice-presidente de Operações da Globovisión.

Em março, Guillermo Zuloaga foi detido e está sendo processado sob a acusação de “vilipendiar” o presidente Hugo Chávez, após criticá-lo numa reunião da SIP (Sociedade Interamericana de Imprensa).

No seminário, Jaime Sirotsky, do grupo RBS, dará uma visão histórica dos abusos contra a liberdade de expressão. Ricardo Gandour, de “O Estado de S. Paulo”, mediará o painel sobre cerceamento à imprensa na América Latina, com representantes da Globovisión e dos jornais “El Universo” (Equador) e “Clarín” (Argentina).

No Brasil, segundo o Freedom Forum, algumas das principais ameaças à imprensa partem de decisões judiciais censurando ou limitando a publicação de reportagens.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]