PRODEB e UFBA desenvolvem Mapa Geográfico Interativo

A Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (Prodeb) e a Universidade Federal da Bahia (Ufba) estão desenvolvendo o projeto de pesquisa 2i2p – Internet e Interatividade para a Participação Pública. Segundo Maria Célia Furtado, coordenadora da pesquisa, a proposta consiste em fomentar o diálogo entre o governo e o cidadão através das ferramentas disponibilizadas na ‘nuvem’ pela web 2.0. “A intenção é criar um ambiente estimulante para que o cidadão possa participar de ações do governo, principalmente aquelas relacionadas ao território”, explicou.

Os produtos da pesquisa estão disponibilizados na web, por meio de dois blogs da plataforma wordpress, que possuem características e funcionalidades diferentes. Um dos espaços, o 2i2p Plus, é um sítio experimental destinado para o diálogo com o cidadão, que pode participar inserindo comentários e reflexões acerca dos temas propostos pela equipe administradora, e dá acesso ao mapa geográfico interativo, através de um recurso de cartografia interativa.

O primeiro tema escolhido para fomentar a discussão foi o espaço público. Já o segundo blog funciona como um banco de dados on-line que reúne toda a documentação gerada da pesquisa, a exemplo de notas técnicas, relatórios, entre outros artigos.

O recurso de cartografia interativa é diferenciado, permitindo, por exemplo, que qualquer usuário possa utilizar mapas personalizados acerca do território da Bahia (Salvador e RMS), e, além disso, é alimentado com assuntos capazes de motivar o cidadão para dialogar com o governo sobre administração pública.

Esses conteúdos foram extraídos do livro Comanda Salvador, publicado pela Faculdade de Arquitetura da Ufba e que aborda dados estatísticos socioespaciais da RMS.

Violência, renda per capita, habitação

A partir da utilização de ferramentas da web 2.0, como o Google Maps, o cidadão terá acesso a mapas temáticos sobre violência, renda per capita, tipologias habitacionais, cor predominante por bairros.

“Escolhemos o Google Maps para utilizar no site geográfico porque ele se tornou um padrão e principalmente pela familiaridade das pessoas com as ferramentas”, explicou Celso Dantas, bolsista técnico do CNPq e um dos responsáveis pelo desenvolvimento do site geográfico.

Celso afirmou que a interface da página não foi modificada, sendo dividida por três abas: Mapas, Comente e Opções. “Não é preciso fazer login no Google para comentar ou ver os mapas. O usuário pode acessar, conhecer e pesquisar o conteúdo com total liberdade”, disse.

Além das abas, o usuário recebe o auxílio de um tutorial, que explica cada passo da pesquisa, otimizando o tempo do usuário e retirando possíveis dúvidas.

Celso contou que existem planos futuros, como a inserção de novos aplicativos. Uma das ideias é dar ao usuário a possibilidade de fazer comentários pontuais em cada mapa. “O usuário poderá abrir o mapa de violência, e, identificando os dados do seu território, fazer comentários sobre o que não concorda nas estatísticas”, declarou Maria Célia Furtado.

O projeto, coordenado pela Prodeb e em parceria com a Faculdade de Arquitetura da Ufba, recebe apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), através de bolsas técnicas e de pesquisa.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]