Procon recebe 250 queixas contra Coelba, confira esta e outras notícias da PMFS

Tarcízo e Graça Pimenta e Llilia Campos. Prefeito recebe homenagem do Rotary clube na noite de ontem (12/05). Foto: Carlos Augusto | Guto Jads | Jornal Feira Hoje

Tarcízo e Graça Pimenta e Llilia Campos. Prefeito recebe homenagem do Rotary clube na noite de ontem (12/05).
Foto: Carlos Augusto | Guto Jads | Jornal Feira Hoje

Famílias recebem kit de material de construção

Famílias que tiveram suas casas atingidas com os efeitos das fortes chuvas no mês de abril começaram a receber kits de material de construção enviados pelo Ministério da Integração Nacional. O kit, composto de areia, cimento, blocos, telhas, argamassa, brita e ferro, foram entregues pela Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária, na manhã desta quinta-feira (13/05/2010).

O prefeito Tarcízio Pimenta acompanhou a entrega do material às famílias no Aviário, bairro onde outras 20 famílias receberão o kit nos próximos dias. O prefeito destacou a importância do material que servirá para recuperar casas danificadas com os efeitos das chuvas recentes.

“Trata-se de um compromisso que assumimos com a finalidade de proporcionar melhorescondições das moradias afetadas pelas chuvas de abril”, disse Tarcízio Pimenta.

Ao todo são 180 kits de material de construção que serão entregues. Os recursos da ordem de R$ 462 mil foram liberados pelo Ministério da Integração Nacional, após gestões do prefeito recentemente.

O secretário de Habitação, Magno Felzemburgh,informou que famílias de outros nove bairros receberão kits de material de construção, entre eles, Irmã Dulce (25 famílias), Pedra do Descanso (20), Feira VII (15), Feira X (25), Parque Panorama (21), Sítio Matias (20), além do distrito de Humildes (19).

“O prefeito Tarcízio Pimenta está se articulando no sentido de conseguir a liberação de mais kits de material de construção junto ao Ministério da Integração Nacional a fim de ampliar o número de famílias a serem atendidas”, completou o secretário.

A distribuição do material agradou aos moradores. “O material está vindo em boa hora, pois estava receosa de novas chuvas e piorar a nossa situação”, declarou a dona-de-casa Eliana Silva Ribeiro, 39 anos, residente na rua M, 14, Aviário.

Casada, mãe de três filhos, Eliana teve a sua casa invadida pelas águas das chuvas, comprometendo parte da estrutura do imóvel. “Agora, vamos consertar tudo”, acrescentou.

Capinação no Parque da Cidade

O trabalho de capinação de toda a área do Parque da Cidade Frei José Monteiro deverá ser concluído neste final de semana. A área começou a ser capinada nesta quarta-feira (12) em virtude das grandes chuvas ocorridas recentemente no município.

O trabalho será executado por seis homens, com máquinas apropriadas para o serviço, e a perspectiva do secretário de Agricultura, Ozeny Moraes, é terminar a limpeza até sábado (15).

“O serviço começou a ser realizado hoje porque o solo deu condições já que, devido às chuvas, o solo tornou-se úmido e não suportaria o peso das máquinas e das roçadeiras”, explica o secretário.

Ozeny explica ainda que os matos mais baixos estão sendo feitos por dois operadores com roçadeiras postais. “Acredito que até o sábado todo o serviço será realizado e o Parque estará bonito como antes para o público”, afirma.

Segundo o diretor do Parque da Cidade, Marcelo Araújo, a vegetação é capinada todas as semanas, mas cresceu velozmente por conta das chuvas.

“Colocamos equipamentos de grande porte justamente para que o serviço seja mais rápido. Há uma série de vegetações no Parque”, frisa o diretor.

CadSUS cadastra mais de 4 mil usuários

A coordenadoria responsável pelo cadastramento do cartão do Sistema Único de Saúde (CadSUS) em Feira de Santana atingiu mais de 4.100 usuários entre os meses de janeiro e abril de 2010. A idéia é ter um banco de dados sobre os cidadãos que utilizam os serviços do sistema.

Após o cadastramento, os dados pessoais do usuário entram na Base de Dados do SUS denominada de DataSUS, e um número que o identifica junto ao sistema é emitido. Caso o cidadão precise utilizar o serviço em todo o país, seu histórico médico pode ser acessado através do cartão.

A coordenadora do CadSUS, Sônia Maria Novais Vasconcelos, relata um caso em que uma pessoa de outro estado necessitou do serviço em Feira de Santana. “Um usuário cadastrado no Rio Grande do Sul precisou do serviço e estava sem o cartão. A família dele esteve aqui e solicitou a segunda via do cartão para que ele pudesse ter acesso aos serviços com maior facilidade”, declarou.

Ainda de acordo com a coordenadora, existe uma idéia futura de que todo serviço oferecido pelo SUS só possa ser acessado pelo cidadão que for cadastrado. Para se cadastrar, o cidadão deve estar munido de Carteira de Identidade (RG), CPF e comprovante de residência. Certidões de Nascimento ou Casamento e Carteira de Trabalho podem ser apresentadas no lugar do RG.

Após cadastramento, o usuário já sai com o cartão em mãos. O cadastramento é realizado na Secretaria Municipal de Saúde, localizada na avenida João Durval Carneiro, bairro Estação Nova, de segunda a quinta-feira, das 7 às 17 horas, e às sextas-feiras, das 7 às 14 horas.

Procon recebe 250 queixas contra Coelba

Cerca de 250 queixas já foram registradas contra a Coelba na Coordenadoria Municipal de Defesa do Consumidor (Comdecon/Procon). Um preposto da companhia está no Centro de Atendimento ao Feirense (Ceaf) desde o dia 26 de abril.

Os prepostos foram disponibilizados para agilizar o atendimento referente ao aumento excessivo nas contas dos usuários de energia elétrica.

Segundo o coordenador do Procon, Kelton Arapiraca, há uma média de 10 reclamações por dia. No entanto, o coordenador ainda considera a procura pequena diante da amplitude do problema.

“Mais de 150 consultas já foram registradas e resolvidas. Se o consumidor demonstra insatisfação com a solução do problema, o Procon abre um processo administrativo contra a Coelba”, explica Arapiraca.

Ele afirma que, em muitos casos, o valor das contas é bem menor que o normal. “O tempo de resolução varia entre os problemas porque cada caso tem sua tipicidade. Alguns estão sendo resolvidos em 10 dias e outros duram um pouco mais”, explica.

A parceria entre a Coelba e a Prefeitura de Feira de Santana, através do Procon, continua até que sejam resolvidas todas as queixas. A Defensoria Pública também apóia a iniciativa, disponibilizando espaço dentro do órgão para um preposto da Coelba.

O atendimento nos prepostos e no Procon acontece das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]