Presidente da APLB é agredido quando deixava as dependências da Câmara Municipal de Feira e Presidente da Câmara esclarece sobre agressão

Germano Barreto é agredido

Presidente da Delegacia Sindical Sertaneja APLB/Feira, professor Germano Barreto foi agredido violentamente na face, após ter participado de um bate-boca com o vereador Getúlio Barbosa (PP). A agressão aconteceu hoje pela manhã (12/05/2010) quando o professor deixava as dependências da Câmara Legislativa de Feira de Santana.

O agressor evadiu-se do local e sua identidade permanece, até o presente momento, ignorada. A vítima foi conduzida pelos vereadores Alcione Cedraz (DEM) e Reinaldo Miranda (PMN), ao hospital local, onde recebeu os primeiros atendimentos.

Presidente da Câmara esclarece sobre agressão a sindicalista, ocorrido próximo à Câmara

O presidente da Câmara Municipal, Antônio Passos Carlos Ataíde, lamentou a agressão sofrida pelo dirigente da APLB, Germano Barreto, na manhã desta quarta-feira. O vereador esclarece que o sindicalista não foi agredido na Câmara, onde professores fizeram, pacificamente, um ato público em protesto contra a proposta de reajuste da categoria, 4,31%, oferecidos pelo Poder Executivo.

“Os professores foram bem recebidos na Casa, puderam realizar o seu ato público com toda a tranqüilidade, e assistiam aos trabalhos pacificamente”, disse o presidente da Câmara. Ao deixar as galerias e já em uma rua próxima ao prédio do Legislativo, o sindicalista Germano Barreto foi atacado por um desconhecido.

Ainda do lado externo da Câmara, após ter sido agredido, Germano Barreto foi socorrido inicialmente pelos vereadores Ângelo Almeida, Alcione Cedraz e Reinaldo Miranda. O presidente determinou que um veículo do Poder Legislativo conduzisse o sindicalista a um hospital, já que se encontrava ferido no rosto.

Segundo Antônio Carlos Ataíde, a Câmara também se colocou à disposição para levar em seu veículo o sindicalista a uma delegacia, para registro de queixa policial, caso fosse essa a disposição do dirigente da APLB. “Demos a assistência que era possível, em nome da Casa. Todos nós lamentamos profundamente esse ocorrido, mas é importante frisar que o Poder Legislativo não tem culpa no que aconteceu”.

Aprovado reajuste de 4,31% para servidor da Câmara; projeto do Executivo fica para 2ª feira

Foi aprovado pela Câmara Municipal, em sessão realizada nesta quarta-feira (12), o projeto de lei da Mesa Diretora da Casa propondo o reajuste salarial deste ano para os servidores do Legislativo. A categoria terá um reajuste da ordem de 4,31%, conforme a matéria, aprovada por unanimidade.

É o mesmo percentual proposto pelo Poder Executivo aos servidores da Prefeitura de Feira de Santana. O projeto que contempla os funcionários da administração municipal, no entanto, ainda não foi colocado em discussão. Deverá entrar em pauta na sessão da próxima segunda-feira.

O presidente da Câmara, Antônio Carlos Passos Ataíde, disse que gostaria de proporcionar um reajuste maior para os servidores. No entanto, como foi amplamente divulgado no início do ano, o Legislativo sofreu uma redução significativa em seu duodécimo, em 2010, por conta da Proposta de Emenda Constitucional aprovada pelo Congresso, que diminuiu em 0,5% a receita das câmaras de municípios com mais de 500 mil habitantes.

A Câmara de Feira sofreu uma perda de mais de 1 milhão de reais, em todo o exercício. Foi necessário a Mesa Diretora adotar uma série de medidas de contenção de despesas, para adequar a receita ao duodécimo. Os servidores da Câmara tiveram, ano passado, um enquadramento que melhorou a situação salarial de grande parte dos funcionários do Legislativo.

Presidente Lula não vai dar reajuste salarial ao funcionalismo federal e ainda ameaça cortar ponto de grevista

O vereador Ewerton Carneiro, líder da bancada governista, fez a leitura, na sessão de hoje (12) da Câmara, de matéria publicada no jornal “A Tarde” com um pronunciamento do presidente Lula sobre o reajuste dos servidores federais, este ano. “Aqui está: o presidente afirma que não vai dar reajuste ao funcionalismo federal e já adiantou que vai cortar o ponto do servidor que faltar ao trabalho. Uma ameaça para quem estiver pensando em fazer uma greve”, afirmou.

O vereador Marialvo Barreto disse que estará do lado dos servidores federais, em qualquer circunstância. No entanto, observou, o salário do funcionário da União “é bem maior que o que é pago para os servidores da Prefeitura de Feira de Santana”.

Para o vereador José Sebastião, a atitude do presidente Lula, de ameaçar cortar o ponto de servidores federais não condiz com suas origens. “Afinal, ele construiu sua vida pública como sindicalista, defendendo os trabalhadores”, afirmou. “E fazendo greves”, acrescentou Ewerton Carneiro.

O vereador Antônio Francisco Neto discursou sobre a greve municipal dos professores da rede municipal. “Precisamos buscar o diálogo, sempre. O objetivo de todos deve ser o entendimento”, conclamou.

O vereador Carlos Alberto Costa Rocha declarou que teria uma emenda para apresentar ao projeto do reajuste dos servidores municipais, encaminhado pelo Executivo. “Só podemos tramitar uma emenda ao projeto, se conseguirmos sete assinaturas. Acontece que a oposição só conta com quatro vereadores. Faltariam três subscrições, que infelizmente, não vamos conseguir na bancada governista”.

Para o vereador Marialvo Barreto, a alternativa que resta, caso se chegue a um consenso quanto a melhoria do índice oferecido pelo Executivo, será o próprio governo encaminhar uma emenda depois da votação do projeto que está em tramitação.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]