Novo Vice-Almirante assume comando do 2º Distrito Naval

A maior baía tropical do Brasil em extensão territorial, a Baía de Todos-os- Santos, ao lado da costa de Sergipe e do norte de Minas Gerais, está a partir desta quinta-feira (06/05/2010) sob novo comando.

Em cerimônia solene na manhã de hoje, houve a mudança de comando do 2º Distrito Naval, com a transmissão do cargo para o vice-almirante Carlos Autran de Oliveira Amaral, que substitui o também vice-almirante Arnon Lima Barbosa, que vai para a reserva depois de 44 anos de dedicação à Marinha do Brasil.

A solenidade foi acompanhada por autoridades Civis e Militares, a exemplo do governador da Bahia, Jaques Wagner, do vice-prefeito de Salvador, Edvaldo Brito, e do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo. A banda da Marinha executou o Hino Nacional.

“Qualquer país desenvolvido e que possui mais de oito mil quilômetros de costa, só aqui na Bahia 1.180, evidentemente tem que ter aparato para se proteger. A política do governo federal é de profissionalizar e melhorar os equipamentos tecnológicos. O 2º Distrito Naval é um parceiro importante, junto com a Capitania dos Portos”, disse Wagner. Ele falou das riquezas que precisam ser preservadas, do pescado ao petróleo, e citou o Atol de Abrolhos, área de procriação de baleias e tartarugas.

Com uma salva de 15 tiros, houve a troca do pavilhão (bandeira-insígnia da Marinha) do ex-comandante exonerado pelo do empossado. A bandeira é mantida hasteada em frente ao 2º Distrito Naval para identificar quem comanda o local.

Depois de um ano e nove meses no cargo em Salvador e da paixão despertada na infância, quando via os navios de guerra no Porto da Barra, o alagoano Arnon Lima Barbosa vai para casa. “Não fiz nada sozinho. Revitalizamos a nossa Base Naval, desenvolvemos um centro de guerra de minas, além da criação de grupo de trabalho para a missão do distrito, que é capitanear a guerra de minas. Tudo isso mérito de toda uma equipe”, ressaltou.

Carlos Autran de Oliveira Amaral, nascido na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, 59 anos, entrou para a Marinha em 1973. Recebeu diversas condecorações nacionais, como a Ordem do Mérito Naval (Grau Comendador) e Medalha Militar 40 Anos (Ouro com Passador de Platina), além de uma condecoração internacional, a Medalha Minerva – Armada do Chile.

Autran declarou que a Bahia tem a tradição de mentalidade marítima e que o seu desafio é dar continuidade aos trabalhos dos seus antecessores, seguindo o plano da Marinha de consolidar parcerias e apoiar a sociedade. “Na gestão anterior, já firmamos convênio com o Ibama, no sentido de criar condições para melhorar a fiscalização da área de recursos naturais vivos”, explicou.

Navios-patrulha e lanchas

O novo comandante informou que, dentro do plano de aparelhamento da Marinha, vai receber mais navios-patrulha e lanchas para a capitania. O 2º Distrito Naval abrange uma área de 946.226 quilômetros quadrados, aproximadamente 11% do território brasileiro, com cerca de 1,2 quilômetro de confrontação com o Oceano Atlântico. Sua função é controlar o tráfego marítimo, coordenar e prover apoio logístico às forças em operações, propiciar a defesa da área em cooperação com órgãos competentes do Exército e da Aeronáutica e realizar o socorro marítimo.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]