Getúlio acusa o Sincol de prestar um péssimo serviço aos feirenses e tentar intimidar os vereadores

“O Sincol usa, além da ardileza de fazer tudo em Feira de Santana do jeito que ele imagina que deve ser pelo poder econômico, ele também tenta intimidar os vereadores, sendo que essa intimidação é mais para imprensa e para o público do que propriamente com algum fundamento embasado”. A afirmação foi do vereador Getúlio Barbosa (PP), hoje (03/05/2010), em seu discurso na sessão legislativa.

Getúlio disse que, na última sexta-feira, ele foi ao Fórum ser testemunha do vereador Roberto Tourinho e do ex-vereador Etevaldo de Jesus contra as acusações do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Feira de Santana (Sincol). “Nós notamos no Sincol, além das falácias, a maneira como eles tentam intimidar. Eles movem o processo contra um vereador, tentando de maneira indireta, atingir os 21 vereadores desta Casa”.

Getúlio declarou que esperava que os advogados do Sincol fossem sustentar a tese de que Tourinho e Etevaldo teriam cometidos alguma injúria contra o órgão. “Porém, para minha surpresa, eles alegaram coisas que os réus não falaram. Quem falou foi eu, Marialvo e Jair de Jesus e, no entanto, não fomos processados. Pegaram Tourinho como ‘bode expiatório’. Por sua vez, Etevaldo, pela maneira simples de ser, quiseram amedrontá-lo e, consequentemente, amedontrar os demais vereadores”.

Indignado, Getúlio acrescentou: “Lá no Fórum, eu esperava ser chamado para responder a alegação que estavam tentando macular a imagem, ao longo dos anos, do Sincol. Essa imagem – ao longo dos tempos, construída pelo Sincol – é melhor que modifiquem mesmo porque é uma imagem péssima, uma imagem de gulosos, de gananciosos, de tudo pelo dinheiro e nada pelo social”.

Ele contou também que o Sincol ainda tentou fazer um acordo com os réus, mas eles não aceitaram. “Ora, eu também já respondi processo. Eu estando na minha razão, quando me chamam pra fazer acordo, eu não aceito. Tourinho e Etevaldo agiram certos”, disse Getúlio. Em seguida, o vereador afirmou que o Sincol presta um péssimo serviço a população de Feira de Santana e que alguns indivíduos do órgão tentam passar uma imagem que são truculentos. “Quero mandar um recado: para uma ação de truculência, eu respondo com truculência e atitude. Não tenho medo de ninguém do Sincol. Ninguém tente me amedrontar”, alertou Getúlio.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]