Geddel Vieira Lima recebe apoio do PTC

O Partido Trabalhista Cristão (PTC) formalizou nesta terça-feira (5), o apoio ao pré- candidato do PMDB ao Governo do Estado, Geddel Vieira Lima.

O Partido Trabalhista Cristão (PTC) formalizou nesta terça-feira (5), o apoio ao pré- candidato do PMDB ao Governo do Estado, Geddel Vieira Lima.

O Partido Trabalhista Cristão (PTC) formalizou nesta terça-feira (05/05/2010), o apoio ao pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, Geddel Vieira Lima, numa solenidade que teve a presença do seu presidente nacional, Daniel Tourinho. Já são 11 o número de legendas que oficialmente apóiam a pré-candidatura peemedebista e o partido, de acordo com o seu pré-candidato, continua trabalhando para incorporar novas forças políticas.

“As portas estão abertas para todos os que queiram vir abraçar um programa, um projeto, um estilo de fazer política que se consolida no estilo de não temer tomar decisões”, disse Geddel, que agora, além do seu partido e do PTC, conta com o PTB, PR, PSC, PSDC, PMN, PRP, PT do B, PPS e PRTB.

O ato público, realizado na sede do PMDB, teve a presença do vice-prefeito Edvaldo Brito, parlamentares, prefeitos e dos presidentes do PSC, Eliel Santana, do PSDC, Antônio Albino e do PRP, Jorge Aleluia. O presidente estadual do PTC, Rivailton Pinto citou entre os fatores decisivos para o partido apoiar a pré-candidatura peemedebista, a parceria entre as duas legendas, na administração municipal.

“Uma parceria que iniciamos na reeleição do prefeito João Henrique e que exemplifica essa nova configuração política que, no Governo do Estado, vai representar importantes avanços para o povo baiano”, disse.

O presidente nacional do PTC destacou a liderança regional representada pelo pré-candidato do PMDB, conquistada, na sua avaliação, sobretudo, a partir do seu desempenho no Ministério da Integração Nacional.

“Hoje o Nordeste não tem nenhum líder em ascensão, quanto Geddel. Se Lula é a cara do povo brasileiro, Geddel é a cara da Bahia”, afirmou.

Ao agradecer o apoio dos trabalhistas cristãos, o pré-candidato do PMDB ressaltou a necessidade da Bahia ser governada a partir de uma nova postura. Segundo o ex-ministro, o governador apresenta um único discurso, o de que “é amigo de Lula, aprendeu na cartilha do Lula e que o Lula o chama de Galego”. Mas, apesar de toda essa amizade, por não ter competência para apresentar projetos, a Bahia está perdendo o posto de principal economia do Nordeste para Pernambuco e Ceará.

“A única coisa que ele não aprendeu com o Lula foi governar”, alfinetou.

Geddel sustentou as suas afirmações em dados que comprovam a redução da capacidade econômica do Estado e desempenho negativo do governo Wagner na área social, sobretudo na segurança pública, saúde e educação e, mais uma vez, denunciou a estratégia adotada pela atual administração estadual, de criar “uma realidade virtual”, mascarando os fatos através da propaganda.

“Festeja-se em outdoors espalhados por todo o Estado, o recorde de 170 mil empregos gerados em dois anos. Pernambuco gerou 145 mil, tendo a metade da população baiana”, comparou.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]