Geddel promete PCCV para médicos e Médicos param em protesto contra Governo Wagner

PCCV

Solidário ao movimento dos médicos em defesa de melhores condições de atendimento à população, na rede pública de saúde, o pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, Geddel Vieira Lima, reafirmou a decisão do seu partido em enviar a Assembléia Legislativa, já no primeiro mês de governo, o plano criando a carreira de profissionais de medicina, no Estado.

“Como é que se pretende motivar profissionais de uma área tão importante quanto a saúde, se eles não têm, sequer direito a uma carreira no serviço público, em que possam ter acesso a progressão por mérito?”, indagou.

Segundo ele, a implantação do Plano de Carreira, estabelecendo cargos, salários e progressão profissional dos médicos, não é apenas um compromisso de campanha, mas um princípio do programa partidário, defendido pelo PMDB.

“Saúde, educação e segurança pública, são para nós prioridades mais que imediatas. Vamos ao longo da campanha apresentar propostas concretas, para resolver a crise que esses setores enfrentam hoje na Bahia”, disse o pré-candidato peemedebista.

Médicos param em protesto

O Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia anunciou que os profissionais de saúde vão parar as suas atividades na próxima quarta-feira (5) em protesto contra a falta de condições de trabalho nas unidades mantidas pelo Governo do Estado. O anúncio foi feito através de nota pública divulgada na edição deste domingo (3), no Jornal A Tarde.

“Os médicos da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) vão suspender as atividades no atendimento ambulatorial e eletivo na próxima quarta-feira, 5 de maio, buscando sensibilizar o governo para a melhoria das condições de trabalho e atendimento da população”, diz a nota.

De acordo com o sindicato, os médicos reivindicam enquadramento no Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), além da atualização da Gratificação de Incentivo ao Desempenho (GID) e a regularização dos médicos municipalizados e aposentados. Todas as reivindicações, ainda segundo o texto, tiveram a concordância da Sesab, mas a efetivação vem sendo sistematicamente protelada.

Além de paralisarem as suas atividades, os médicos vão realizar na quarta-feira, às 10h da manhã, um ato público em frente à Sesab, no Centro Administrativo da Bahia. O sindicato garantiu que a suspensão dos serviços não vai atingir os setores de urgência e emergência.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]