Depois do sucesso da estreia na temporada, contagem regressiva para segunda etapa do Rally da Bahia

Salvador, 06 de maio de 2010 – O Rally da Bahia 2010, que no mês passado fez sua estreia na temporada em grande estilo, reúne os aventureiros e suas máquinas na Segunda Etapa da competição, no próximo sábado (15). Com largada às 9h, na concessionária ContiCar Service (Troller), na Avenida Mário Leal Ferreira (Bonocô), 603, no mesmo local onde acontece um coquetel de confraternização, na sexta (14/05/2010), às 19h, a prova contará com a participação das categorias Graduado 4×4, Expedition 4×4, Turismo 4×4 e 4×2 e Universitário 4×2.

A chegada técnica da segunda etapa do Rally da Bahia 2010 acontece no Posto Gameleira 5, em Candeias, quando todos os participantes saem em carreata em direção à Praça da Igreja Matriz, para a festa da chegada. Os amantes de rally sabem que a prova é um aperitivo para a Copa Troller e a Mitsubishi Motorsports. Realizado pela Federação de Automobilismo da Bahia (FAB), o Rally da Bahia tem o patrocínio da Distribuidora de Combustíveis Petrobahia S.A. e do Governo do Estado, através do Faz Atleta.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas na sede da Federação de Automobilismo da Bahia (FAB), no Palácio dos Esportes, Praça Castro Alves, s/n; através do site da FAB (www.fabnet.com.br); na concessionária ContiCar Service ou ainda, na sexta-feira (14), às 20h, quando ocorrerá o coquetel e briefing, destinado à explicação das regras da competição e distribuição dos kits aos participantes (composto de camisa e boné). Poderão participar da prova apenas dois Zequinhas (caronas) em cada veículo.

O Rally e suas categorias – Na categoria Graduado concorrem as duplas com experiência e carro 4×4, com GPS e instrumentos de navegação. A Turismo abriga veículos 4×4 guiados por pilotos com alguma técnica e orientados por instrumentos de navegação, sem integração automática entre cronômetro e odómetro. Nesta etapa a Turismo terá veículos 4×2 e as duplas mais experientes utilizam equipamentos eletrônicos. Na Expedition correm apenas carros 4×4, ao passo que a Universitário é uma categoria criada para concorrentes sem experiência, com carro comum 4×2, utilizando apenas o odómetro original do veículo.

A primeira etapa contou com a volta de duplas tradicionais, como Álvaro Carneiro, “o Chiclete”, e Miguel Carneiro, “o Urubu”, ambos estavam longe das competições baianas há cerca de 20 anos e voltaram em grande estilo, chegando em 2º lugar na categoria Expedition. O diretor de prova e responsável pela elaboração da planilha, José Carlos Ribeiro, também conhecido como Zé do Rádio, caprichou, construindo uma trilha desafiadora que deixou os aventureiros com os nevos à flor da pele. “A planilha exigiu dos competidores, principalmente da categoria Graduado, maior atenção, uso do raciocínio e braço mesmo, devido às velocidades mais altas e também às pegadinhas inteligentes. Se equiparando ao grau de dificuldade de competições nacionais, como a Mitsubishi Cup. Esta etapa não será diferente”, afirma.

O piloto Roberto Cunha, conhecido como “Quebra Pedra”, e seu navegador, Vinicius Castro, são especializados em rally de velocidade. Eles participaram da primeira etapa e adoraram. “Vamos participar de todas as etapas que não tenham a mesma data das provas do circuito nacional de velocidade; é sempre muito divertido”, afirma Castro. Nesta competição, apesar de participar por paixão e pela alegria de passar um tempo com os amigos, Cunha estava travando um duelo particular com o seu navegador oficial, Bruno Lima. Eles se separam e convidaram amigos para formar novas duplas e realizar uma pequena brincadeira. Quem levou a melhor foi o navegador (Bruno Lima), que conquistou a Primeira Etapa da categoria Graduado, acompanhado do experiente piloto, Antonio Cesaroni. Cunha não desapontou o companheiro e chegou em terceiro. “Tivemos alguns erros de navegação, o que é comum, já que nossa especialidade é a velocidade, mas a planilha estava muito bem elaborada, sem erros e com muitas pegadinhas difíceis, aumentando a adrenalina”, conta Cunha. Ele confirmou presença na segunda etapa e revanche.

A apuração será feita como no ano passado, via GPS. Para garantir a precisão do registro do traking – trajeto dos carros gravado no GPS, que registra hora, minuto e segundo do tempo de cada piloto – foram colocados em pontos estratégicos 140 PCs. “O Rally da Bahia é uma prova técnica e com disputa acirrada, para os competidores da Graduado, e uma aventura emocionante, para os inscritos na Turismo e Expedition”, afirma o diretor de prova, Zé do Rádio.

O regulamento será o mesmo do ano passado e este ano haverá uma diminuição no raio de distribuição das etapas, reduzindo os custos com translado, uma das reclamações dos participantes, e proporcionando o acesso de um maior número de duplas. “O Rally da Bahia é uma competição de alto nível e qualidade técnica, se equiparando às competições nacionais e servindo de treino para aqueles que pretendem ou já participam do campeonato nacional”, conta Zé do Rádio.Salvador, 06 de maio de 2010 – O Rally da Bahia 2010, que no mês passado fez sua estreia na temporada em grande estilo, reúne os aventureiros e suas máquinas na Segunda Etapa da competição, no próximo sábado (15). Com largada às 9h, na concessionária ContiCar Service (Troller), na Avenida Mário Leal Ferreira (Bonocô), 603, no mesmo local onde acontece um coquetel de confraternização, na sexta (14), às 19h, a prova contará com a participação das categorias Graduado 4×4, Expedition 4×4, Turismo 4×4 e 4×2 e Universitário 4×2.

A chegada técnica da segunda etapa do Rally da Bahia 2010 acontece no Posto Gameleira 5, em Candeias, quando todos os participantes saem em carreata em direção à Praça da Igreja Matriz, para a festa da chegada. Os amantes de rally sabem que a prova é um aperitivo para a Copa Troller e a Mitsubishi Motorsports. Realizado pela Federação de Automobilismo da Bahia (FAB), o Rally da Bahia tem o patrocínio da Distribuidora de Combustíveis Petrobahia S.A. e do Governo do Estado, através do Faz Atleta.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas na sede da Federação de Automobilismo da Bahia (FAB), no Palácio dos Esportes, Praça Castro Alves, s/n; através do site da FAB (www.fabnet.com.br); na concessionária ContiCar Service ou ainda, na sexta-feira (14), às 20h, quando ocorrerá o coquetel e briefing, destinado à explicação das regras da competição e distribuição dos kits aos participantes (composto de camisa e boné). Poderão participar da prova apenas dois Zequinhas (caronas) em cada veículo.

O Rally e suas categorias – Na categoria Graduado concorrem as duplas com experiência e carro 4×4, com GPS e instrumentos de navegação. A Turismo abriga veículos 4×4 guiados por pilotos com alguma técnica e orientados por instrumentos de navegação, sem integração automática entre cronômetro e odómetro. Nesta etapa a Turismo terá veículos 4×2 e as duplas mais experientes utilizam equipamentos eletrônicos. Na Expedition correm apenas carros 4×4, ao passo que a Universitário é uma categoria criada para concorrentes sem experiência, com carro comum 4×2, utilizando apenas o odómetro original do veículo.

A primeira etapa contou com a volta de duplas tradicionais, como Álvaro Carneiro, “o Chiclete”, e Miguel Carneiro, “o Urubu”, ambos estavam longe das competições baianas há cerca de 20 anos e voltaram em grande estilo, chegando em 2º lugar na categoria Expedition. O diretor de prova e responsável pela elaboração da planilha, José Carlos Ribeiro, também conhecido como Zé do Rádio, caprichou, construindo uma trilha desafiadora que deixou os aventureiros com os nevos à flor da pele. “A planilha exigiu dos competidores, principalmente da categoria Graduado, maior atenção, uso do raciocínio e braço mesmo, devido às velocidades mais altas e também às pegadinhas inteligentes. Se equiparando ao grau de dificuldade de competições nacionais, como a Mitsubishi Cup. Esta etapa não será diferente”, afirma.

O piloto Roberto Cunha, conhecido como “Quebra Pedra”, e seu navegador, Vinicius Castro, são especializados em rally de velocidade. Eles participaram da primeira etapa e adoraram. “Vamos participar de todas as etapas que não tenham a mesma data das provas do circuito nacional de velocidade; é sempre muito divertido”, afirma Castro. Nesta competição, apesar de participar por paixão e pela alegria de passar um tempo com os amigos, Cunha estava travando um duelo particular com o seu navegador oficial, Bruno Lima. Eles se separam e convidaram amigos para formar novas duplas e realizar uma pequena brincadeira. Quem levou a melhor foi o navegador (Bruno Lima), que conquistou a Primeira Etapa da categoria Graduado, acompanhado do experiente piloto, Antonio Cesaroni. Cunha não desapontou o companheiro e chegou em terceiro. “Tivemos alguns erros de navegação, o que é comum, já que nossa especialidade é a velocidade, mas a planilha estava muito bem elaborada, sem erros e com muitas pegadinhas difíceis, aumentando a adrenalina”, conta Cunha. Ele confirmou presença na segunda etapa e revanche.

A apuração será feita como no ano passado, via GPS. Para garantir a precisão do registro do traking – trajeto dos carros gravado no GPS, que registra hora, minuto e segundo do tempo de cada piloto – foram colocados em pontos estratégicos 140 PCs. “O Rally da Bahia é uma prova técnica e com disputa acirrada, para os competidores da Graduado, e uma aventura emocionante, para os inscritos na Turismo e Expedition”, afirma o diretor de prova, Zé do Rádio.

O regulamento será o mesmo do ano passado e este ano haverá uma diminuição no raio de distribuição das etapas, reduzindo os custos com translado, uma das reclamações dos participantes, e proporcionando o acesso de um maior número de duplas. “O Rally da Bahia é uma competição de alto nível e qualidade técnica, se equiparando às competições nacionais e servindo de treino para aqueles que pretendem ou já participam do campeonato nacional”, conta Zé do Rádio.Salvador, 06 de maio de 2010 – O Rally da Bahia 2010, que no mês passado fez sua estreia na temporada em grande estilo, reúne os aventureiros e suas máquinas na Segunda Etapa da competição, no próximo sábado (15). Com largada às 9h, na concessionária ContiCar Service (Troller), na Avenida Mário Leal Ferreira (Bonocô), 603, no mesmo local onde acontece um coquetel de confraternização, na sexta (14), às 19h, a prova contará com a participação das categorias Graduado 4×4, Expedition 4×4, Turismo 4×4 e 4×2 e Universitário 4×2.

A chegada técnica da segunda etapa do Rally da Bahia 2010 acontece no Posto Gameleira 5, em Candeias, quando todos os participantes saem em carreata em direção à Praça da Igreja Matriz, para a festa da chegada. Os amantes de rally sabem que a prova é um aperitivo para a Copa Troller e a Mitsubishi Motorsports. Realizado pela Federação de Automobilismo da Bahia (FAB), o Rally da Bahia tem o patrocínio da Distribuidora de Combustíveis Petrobahia S.A. e do Governo do Estado, através do Faz Atleta.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas na sede da Federação de Automobilismo da Bahia (FAB), no Palácio dos Esportes, Praça Castro Alves, s/n; através do site da FAB (www.fabnet.com.br); na concessionária ContiCar Service ou ainda, na sexta-feira (14), às 20h, quando ocorrerá o coquetel e briefing, destinado à explicação das regras da competição e distribuição dos kits aos participantes (composto de camisa e boné). Poderão participar da prova apenas dois Zequinhas (caronas) em cada veículo.

O Rally e suas categorias – Na categoria Graduado concorrem as duplas com experiência e carro 4×4, com GPS e instrumentos de navegação. A Turismo abriga veículos 4×4 guiados por pilotos com alguma técnica e orientados por instrumentos de navegação, sem integração automática entre cronômetro e odómetro. Nesta etapa a Turismo terá veículos 4×2 e as duplas mais experientes utilizam equipamentos eletrônicos. Na Expedition correm apenas carros 4×4, ao passo que a Universitário é uma categoria criada para concorrentes sem experiência, com carro comum 4×2, utilizando apenas o odómetro original do veículo.

A primeira etapa contou com a volta de duplas tradicionais, como Álvaro Carneiro, “o Chiclete”, e Miguel Carneiro, “o Urubu”, ambos estavam longe das competições baianas há cerca de 20 anos e voltaram em grande estilo, chegando em 2º lugar na categoria Expedition. O diretor de prova e responsável pela elaboração da planilha, José Carlos Ribeiro, também conhecido como Zé do Rádio, caprichou, construindo uma trilha desafiadora que deixou os aventureiros com os nevos à flor da pele. “A planilha exigiu dos competidores, principalmente da categoria Graduado, maior atenção, uso do raciocínio e braço mesmo, devido às velocidades mais altas e também às pegadinhas inteligentes. Se equiparando ao grau de dificuldade de competições nacionais, como a Mitsubishi Cup. Esta etapa não será diferente”, afirma.

O piloto Roberto Cunha, conhecido como “Quebra Pedra”, e seu navegador, Vinicius Castro, são especializados em rally de velocidade. Eles participaram da primeira etapa e adoraram. “Vamos participar de todas as etapas que não tenham a mesma data das provas do circuito nacional de velocidade; é sempre muito divertido”, afirma Castro. Nesta competição, apesar de participar por paixão e pela alegria de passar um tempo com os amigos, Cunha estava travando um duelo particular com o seu navegador oficial, Bruno Lima. Eles se separam e convidaram amigos para formar novas duplas e realizar uma pequena brincadeira. Quem levou a melhor foi o navegador (Bruno Lima), que conquistou a Primeira Etapa da categoria Graduado, acompanhado do experiente piloto, Antonio Cesaroni. Cunha não desapontou o companheiro e chegou em terceiro. “Tivemos alguns erros de navegação, o que é comum, já que nossa especialidade é a velocidade, mas a planilha estava muito bem elaborada, sem erros e com muitas pegadinhas difíceis, aumentando a adrenalina”, conta Cunha. Ele confirmou presença na segunda etapa e revanche.

A apuração será feita como no ano passado, via GPS. Para garantir a precisão do registro do traking – trajeto dos carros gravado no GPS, que registra hora, minuto e segundo do tempo de cada piloto – foram colocados em pontos estratégicos 140 PCs. “O Rally da Bahia é uma prova técnica e com disputa acirrada, para os competidores da Graduado, e uma aventura emocionante, para os inscritos na Turismo e Expedition”, afirma o diretor de prova, Zé do Rádio.

O regulamento será o mesmo do ano passado e este ano haverá uma diminuição no raio de distribuição das etapas, reduzindo os custos com translado, uma das reclamações dos participantes, e proporcionando o acesso de um maior número de duplas. “O Rally da Bahia é uma competição de alto nível e qualidade técnica, se equiparando às competições nacionais e servindo de treino para aqueles que pretendem ou já participam do campeonato nacional”, conta Zé do Rádio.Salvador, 06 de maio de 2010 – O Rally da Bahia 2010, que no mês passado fez sua estreia na temporada em grande estilo, reúne os aventureiros e suas máquinas na Segunda Etapa da competição, no próximo sábado (15). Com largada às 9h, na concessionária ContiCar Service (Troller), na Avenida Mário Leal Ferreira (Bonocô), 603, no mesmo local onde acontece um coquetel de confraternização, na sexta (14), às 19h, a prova contará com a participação das categorias Graduado 4×4, Expedition 4×4, Turismo 4×4 e 4×2 e Universitário 4×2.

A chegada técnica da segunda etapa do Rally da Bahia 2010 acontece no Posto Gameleira 5, em Candeias, quando todos os participantes saem em carreata em direção à Praça da Igreja Matriz, para a festa da chegada. Os amantes de rally sabem que a prova é um aperitivo para a Copa Troller e a Mitsubishi Motorsports. Realizado pela Federação de Automobilismo da Bahia (FAB), o Rally da Bahia tem o patrocínio da Distribuidora de Combustíveis Petrobahia S.A. e do Governo do Estado, através do Faz Atleta.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas na sede da Federação de Automobilismo da Bahia (FAB), no Palácio dos Esportes, Praça Castro Alves, s/n; através do site da FAB (www.fabnet.com.br); na concessionária ContiCar Service ou ainda, na sexta-feira (14), às 20h, quando ocorrerá o coquetel e briefing, destinado à explicação das regras da competição e distribuição dos kits aos participantes (composto de camisa e boné). Poderão participar da prova apenas dois Zequinhas (caronas) em cada veículo.

O Rally e suas categorias – Na categoria Graduado concorrem as duplas com experiência e carro 4×4, com GPS e instrumentos de navegação. A Turismo abriga veículos 4×4 guiados por pilotos com alguma técnica e orientados por instrumentos de navegação, sem integração automática entre cronômetro e odómetro. Nesta etapa a Turismo terá veículos 4×2 e as duplas mais experientes utilizam equipamentos eletrônicos. Na Expedition correm apenas carros 4×4, ao passo que a Universitário é uma categoria criada para concorrentes sem experiência, com carro comum 4×2, utilizando apenas o odómetro original do veículo.

A primeira etapa contou com a volta de duplas tradicionais, como Álvaro Carneiro, “o Chiclete”, e Miguel Carneiro, “o Urubu”, ambos estavam longe das competições baianas há cerca de 20 anos e voltaram em grande estilo, chegando em 2º lugar na categoria Expedition. O diretor de prova e responsável pela elaboração da planilha, José Carlos Ribeiro, também conhecido como Zé do Rádio, caprichou, construindo uma trilha desafiadora que deixou os aventureiros com os nevos à flor da pele. “A planilha exigiu dos competidores, principalmente da categoria Graduado, maior atenção, uso do raciocínio e braço mesmo, devido às velocidades mais altas e também às pegadinhas inteligentes. Se equiparando ao grau de dificuldade de competições nacionais, como a Mitsubishi Cup. Esta etapa não será diferente”, afirma.

O piloto Roberto Cunha, conhecido como “Quebra Pedra”, e seu navegador, Vinicius Castro, são especializados em rally de velocidade. Eles participaram da primeira etapa e adoraram. “Vamos participar de todas as etapas que não tenham a mesma data das provas do circuito nacional de velocidade; é sempre muito divertido”, afirma Castro. Nesta competição, apesar de participar por paixão e pela alegria de passar um tempo com os amigos, Cunha estava travando um duelo particular com o seu navegador oficial, Bruno Lima. Eles se separam e convidaram amigos para formar novas duplas e realizar uma pequena brincadeira. Quem levou a melhor foi o navegador (Bruno Lima), que conquistou a Primeira Etapa da categoria Graduado, acompanhado do experiente piloto, Antonio Cesaroni. Cunha não desapontou o companheiro e chegou em terceiro. “Tivemos alguns erros de navegação, o que é comum, já que nossa especialidade é a velocidade, mas a planilha estava muito bem elaborada, sem erros e com muitas pegadinhas difíceis, aumentando a adrenalina”, conta Cunha. Ele confirmou presença na segunda etapa e revanche.

A apuração será feita como no ano passado, via GPS. Para garantir a precisão do registro do traking – trajeto dos carros gravado no GPS, que registra hora, minuto e segundo do tempo de cada piloto – foram colocados em pontos estratégicos 140 PCs. “O Rally da Bahia é uma prova técnica e com disputa acirrada, para os competidores da Graduado, e uma aventura emocionante, para os inscritos na Turismo e Expedition”, afirma o diretor de prova, Zé do Rádio.

O regulamento será o mesmo do ano passado e este ano haverá uma diminuição no raio de distribuição das etapas, reduzindo os custos com translado, uma das reclamações dos participantes, e proporcionando o acesso de um maior número de duplas. “O Rally da Bahia é uma competição de alto nível e qualidade técnica, se equiparando às competições nacionais e servindo de treino para aqueles que pretendem ou já participam do campeonato nacional”, conta Zé do Rádio.

*Com informações da Assessoria de Imprensa da Federação de Automobilismo da Bahia (FAB)

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]