Confira as notícias da Prefeitura de Feira de Santana desta quarta-feira (12/05/2010)

Concorrência economiza recursos da merenda

A licitação pública na modalidade “pregão presencial” resultou na economia de R$ 117.100,00 ao erário público municipal para o fornecimento da merenda escolar para a rede municipal de ensino em Feira de Santana. Do total de R$ 2.212.200,00 estimados para serem investidos na aquisição dos gêneros alimentícios, através da concorrência pública disputada por nove empresas, das quais três vencedoras, os custos finais ficaram por R$ 2.095.100,00.

No lote 1 o vencedor para fornecimento dos gêneros alimentícios foi a empresa Ki Massa Utilidades, com sede em Feira de Santana, apresentando uma proposta de R$ 1.097.600,00. Já o lote 2 teve como vencedora a empresa Bedec Comercial de Alimentos, de Lauro de Freitas, com proposta no valor de R$ 719.000,00, enquanto o lote 3 teve como vencedora a empresa Laticínios Ômega, também de Feira de Santana, com proposta de R$ 278.500,00.

O próximo passo será a assinatura do contrato das três empresas vencedoras da licitação, realizada sexta-feira (7), com a Prefeitura de Feira de Santana para fornecimento dos gêneros alimentícios durante o período de um ano. O abastecimento será gradativo, acompanhando a demanda escolar e observando as datas de validade dos produtos.

O diretor do Departamento de Licitações e Contratos, Arivaldo Marques Júnior, observou que a economia na aquisição dos gêneros alimentícios para a merenda escolar foi resultado da concorrência entre as empresas e a total transparência, refletindo na credibilidade do processo licitatório. “Foi um processo muito tranqüilo, sem nenhum incidente. E a concorrência entre as empresas foi verificada em todos os três lotes.

Vigilância Epidemiológica atenta a meningite

A Secretaria de Saúde, através da Divisão de Vigilância Epidemiológica, está atenta ao controle da meningite em Feira de Santana. Para manter os baixos índices da doença no município, o órgão vem desenvolvendo campanhas de vacinação, além de capacitar e orientar os profissionais de saúde sobre como proceder em casos suspeitos. Campanhas educativas também vêm sendo realizadas nas escolas.

Conforme a chefe do setor, Janice Estrela, as escolas foram escolhidas para o desenvolvimento das campanhas por conta do grande número de crianças. “Devido ao fato da doença atingir as crianças com mais facilidade é que estamos enviando materiais educativos para que os professores conscientizem os pais e alunos sobre métodos preventivos contra a meningite”, declara.

Entre as medidas preventivas estão as de que se deve cobrir a boca e o nariz sempre que espirrar e tossir; manter os ambientes arejados e limpos, favorecendo uma melhor ventilação; e lavar as mãos antes das refeições e depois de utilizar o banheiro. Caso ocorram sintomas como febre alta, dor de cabeça súbita, vômitos e rigidez de nuca o serviço médico deve ser procurado.

Ainda de acordo com Janice Estrela, embora a Bahia tenha apresentado um número considerável de casos da doença, em Feira de Santana os índices são baixos. “Portanto, a população pode se tranquilizar”, declara.

O caso registrado nesta semana é o de um menino de dois meses que foi internado no dia 6 de maio apresentando sintomas como febre alta e vômito. O paciente está sendo mantido em isolamento em uma unidade hospitalar. Todas as pessoas que tiveram contato com a criança estão recebendo o tratamento de quimioprofilaxia, que consiste na utilização de medicamentos contra a doença.

Para evitar o surgimento de novos casos de meningite entre crianças, o secretário de Saúde, Rafael Pinto Cordeiro, faz um chamado para que os pais levem seus filhos para serem vacinados. “As unidades de saúde da rede municipal dispõem de vacinas contra a meningite tipo C. As vacinas são disponibilizadas para crianças com idade de dois meses a quatro anos. De março até agora já aplicamos 20.192 vacinas, porém a meta é vacinar 47.083 crianças”, salienta.

O cidadão que desejar mais informações sobre a meningite pode ligar para o número do Alô Saúde, 0800 284 6656, ou entrar em contato com a Divisão de Vigilância Epidemiológica através dos telefones (75) 3612-6640 e (75) 3612-6641.

Gás renovado no Galpão do Amendoim

A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, renovou convênio com a Associação Comunitária do Bairro Queimadinha para a compra de gás visando atender a Unidade de Beneficiamento do Amendoim (antigo Galpão do Amendoim), onde atende cerca de 60 pessoas da comunidade que vivem do beneficiamento das sementes cozidas, em local com total infra-estrutura, garantindo higiene e qualidade no manuseio dos alimentos.

Toda a produção (cozimento do amendoim) é gerada a partir do sistema de distribuição de gás, evitando assim a poluição atmosférica que vinha sendo provocada pela alimentação de fogareiros à lenha. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Justiniano França, a primeira parcela (de um total de 10) da verba para a compra de gás deverá ser liberada para a Associação nos próximos dias, prevendo-se o pleno funcionamento da Unidade de Beneficiamento do Amendoim a partir da semana que vem. “A Secretaria da Fazenda deve estar liberando a verba a qualquer momento”, disse.

O gás será fornecido pela Brasilgás, empresa responsável pela instalação do sistema de distribuição do produto no galpão, totalizando 34 fogões e 17 pias e lavanderias. A expectativa é que, a partir da próxima semana, a unidade já esteja funcionando, visando o reaquecimento do negócio com a aproximação dos festejos juninos, período de consumo considerável de amendoim cozido.

O administrador Hendell Bastos informou que o galpão deve começar a funcionar com o cozimento de aproximadamente 40 a 50 panelas de amendoim por dia, devendo aumentar o serviço para cerca de 100 panelas nos meses de junho e julho, com o pessoal trabalhando de domingo a domingo. Cada usuário do local contribui com uma taxa de R$ 6,00.

As famílias que beneficiam o amendoim, agregando valor ao produto, não vêem a hora de recomeçar o trabalho no galpão, que passou por reforma geral ano passado, facilitando – e muito – as atividades no local. “Passamos a trabalhar num local fechado, sem que o sol ou a chuva atrapalhe. A sujeira e fumaça que incomodam os vizinhos deixaram de existir”, comemora Irene Fonseca, 52 anos.

Obras no Beira Riacho têm conclusão

A previsão para o fim das obras de reforma e ampliação da Praça Esportiva João Marinho Falcão (Beira Riacho) é de quarenta e cinco dias. O engenheiro da empresa T&F Construções e Empreendimentos, Luiz Eduardo Santos Ferreira, informou que boa parte dos trabalhos começa a passar para a fase de acabamento.

Nesta fase está sendo executada a construção da concha acústica com palco coberto e dois camarins. Além disso, estão sendo instaladas as tubulações de água e esgoto, enquanto os lances de arquibancadas para 250 lugares aguardam acabamento.

O campo de areia, onde anteriormente funcionava uma quadra de futsal, também está sendo recuperado. Ele vai contar com mastros para a prática de voleibol e vai ganhar um novo lance de arquibancada, complementação do alambrado no entorno do campo oficial e uma área específica com aparelhos para ginástica.

O Beira Riacho, localizado no bairro Rua Nova, já ganhou vestiário para os árbitros de futebol e retoques no muro. As obras serão finalizadas com pintura geral.

O engenheiro Luiz Eduardo Santos Ferreira observa que os trabalhos, executados com recursos próprios do Município da ordem de R$ 211 mil, não atrapalham o calendário esportivo anual do equipamento esportivo, onde acontecem os jogos do campeonato local e treinamentos de escolinha de futebol do bairro.

Poda de árvores como medida de segurança

A Secretaria de Serviços Públicos, através do Departamento de Áreas Verdes, tem podado frequentemente as árvores que estão em espaços públicos da cidade. A ação é uma medida de segurança para evitar acidentes com a queda de galhos, principalmente em dias de chuva, além de evitar que o local se torne um ponto para a prática de violência.

De acordo com o diretor do Departamento de Áreas Verdes, Jurandir Borges, ao contrário de árvores que crescem livremente em espaços abertos e encontram o próprio equilíbrio, as árvores urbanas se desenvolvem em ambientes que estão limitados por construções e tem menos resistência. Por isso a necessidade de manter o cuidado.

“Duas equipes do Departamento trabalham diariamente, de segunda-feira a sexta-feira, podando árvores nos mais diferenciados locais públicos da cidade”, afirma. No mês de abril, o serviço foi feito em 53 pontos diferentes, incluindo ruas, avenidas e praças.

O diretor esclarece que a responsabilidade do serviço nas calçadas em frente aos domicílios é por conta do proprietário do imóvel, assim como a poda de árvores que alcançam a fiação elétrica deve ser feita pela Coelba.

“Mas há casos em que as pessoas não têm condições de pagar a poda e nos procuram para fazer o trabalho. Damos essa manutenção para garantirmos a segurança delas”, destaca. A comunidade pode entrar em contato direto com o Departamento de Áreas Verdes através do telefone 3602-8121.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]