Sites de notícias reconsideram comentários de leitores anônimos

Os internautas já se acostumaram com a idéia de que podem postar comentários em sites sem revelar suas identidades. Mas diversos veículos de notícia estão reavaliando a política de permitir intervenções anônimas, afirma o New York Times.

O Washington Post, o New York Times e diversos outros jornais estão no processo de solicitar certas informações das pessoas que postam comentários online, mas sem revelar esses dados para outros usuários, diz o jornalista Richard Pérez-Peña. Alguns sites revisam os comentários depois que eles são postados para evitar ataques pessoais ou fanatismos.

No Washington Post, um número crescente de fontes tem procurado os repórteres para expressar arrependimento por terem contribuído para matérias que geraram “ataques maliciosos anônimos”, diz o ombudsman do jornal, Andrew Alexander, em uma coluna recente. A repórter Ellen McCarthy, da editoria de comportamento, relata que gasta tempo de seu fim de semana monitorando os comentários na seção “On Love” para apagar intervenções cruéis.

Em média, mais de 320 mil comentários são postados por mês no site do Washington Post — o número aumentou quase um terço desde o ano passado — e cerca de 300 são apagados por dia. “A solução está em moderar, e não limitar os comentários”, diz Alexander.

*Com informação do Centro Knight

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]