Prefeito Tarcízio Pimenta acusa oposição de proselitismo e disse que Falcão autorizou aumento de passagem no leito de morte

O documento foi assinado pelo ex-prefeito José Falcão, em seu leito de morte, na UTI do hospital, sendo o documento publicado no dia do seu enterro.

O documento foi assinado pelo ex-prefeito José Falcão, em seu leito de morte, na UTI do hospital, sendo o documento publicado no dia do seu enterro.

Em uma conversa informal com profissionais da imprensa, o prefeito Tarcízio Pimenta disse que a oposição age com proselitismo e tenta tumultuar um processo que ocorre há 23 anos. Referindo-se às reuniões do CMT (Conselho Municipal de Transporte de Feira de Santana) onde são debatidos aumentos de tarifas e melhorias no transporte público de massa.

Tarcízio disse que “assina aumento de tarifas com o coração partido, mas que infelizmente fatores nacionais como inflação são determinantes neste processo”, e segue, “só tenho a lamentar a invasão que ocorreu na SMTT. Não sou o primeiro e não serei o último a debater e autorizar aumento nas tarifas, seja ela qual for. Mas, até para manter os serviços operando somos obrigados a majorar os valores”.

Ele disse que respeita as manifestações e que são necessárias em um ambiente democrático, “buscaremos debater com a sociedade e encontrar o melhorar caminho”, e continua, “em qualquer momento haverá manifestações e temos que respeitar, agora, agressões e badernas a sociedade não entende e não aceita”, referindo-se ao fato da reunião ter ocorrido na véspera da micareta, sendo invadida por manifestantes.

O prefeito deixa claro que parte dos que estavam presentes aos eventos ocorridos na SMTT, ontem (14/04), agiam insuflada por pessoas que almejam ganhos e projeções pessoais e políticas, embora não cite nomes diretamente. Todavia, estivessem presentes os vereadores da oposição Marialvo Barreto e Ângelo Almeida.

Revelador e Estarrecedor

O prefeito contra atacou seus detratores ao apresentar a fotocópia de um documento assinado pelo falecido ex-prefeito José da Falcão da Silva. Nele é facilmente identificada uma grave e seria irregularidade. O Decreto Municipal Nº 6.032 de 5 de agosto de 1997, versa sobre aumento da tarifa para o Serviço de Transporte Coletivo de Feira de Santana. Autoriza a majoração tarifária de R$ 0,65 para R$ 0,95, o que representa um aumento de quase 40%.

Mas, o estarrecedor é que o documento foi assinado pelo ex-prefeito em seu leito de morte, na UTI do hospital, sendo o documento publicado no dia do seu enterro. O alvo desta denúncia é o sobrinho e filho afetivo por adoção de José Falcão, vereador Roberto Tourinho. Ao que tudo indica após a micareta 2010 o clima na Câmara Municipal de Feira de Santana vai ser quente.

Saiba +  

Debate sobre aumento da passagem de ônibus provoca tumulto na SMTT de Feira. Vereador acusa: eu pensei que o secretário tinha bom senso

Conselho de Transportes suspende reunião

PMFS emite nota oficial imiscuindo-se da responsabilidade pelo aumento da tarifa de ônibus municipal às vésperas da micareta 2010

Em nota oficial PMFS disse que houve violência contra a democracia

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]