O projeto Lua Cheia apresenta: 3 Violões (entrada franca)

O projeto Lua Cheia apresenta: 3 Violões (entrada franca).

O projeto Lua Cheia apresenta: 3 Violões (entrada franca).

Grande concerto no dia 30 de abril as 20:00h reune pela primeira vez os três maiores violonistas de nossa cidade, Hamilton Gonçalves – violonista clássico, Júlio Figueirêdo – violonista virtuose e Dadi de Oliveira – violonista popular. Este primeiro e único concerto é mais uma realização do Núcleo de Cultura Popular do Cuca que tem coordenado por Suzane Caribé e a produção de Celiah Zaiin.

Também é um concerto de caráter musical que comtempla todos as modalidades expressivas do violão a começar do clássico com oito peças curtas ao virtuose com a presença dos instrumentos da escola de samba imitados pelas cordas do violão e dos efeitos de caixinha de música, toque de guerra, barulho do avião, formiga, pantera, o jazz e uma homenagem especial ao tema de Airton Sena do Brasil, pra se chegar no violão popular onde chorinhos e clássicos da Música Popular Brasileira vão relembrar os velhos tempos do violão cantado.

A música clássica ou erudita distingue-se de outras formas de música populares, principalmente, por seu sistema de notação em partituras, em uso desde o século XVI. O sistema ocidental de partituras é utilizado pelos compositores para prescrever, a quem executa a obra, a altura, a velocidade, amétrica, o ritmo e a exata maneira de se executar uma peça musical. É muito importante ouvir um executante de violão da música clássica e muito raro também.

Um violão virtuoso (do Latim virtus, que significa: virtude, habilidade, excelência) é um indivíduo que possui uma habilidade fora do comum quando utilizando um instrumento musical. Sua forma plural é virtuosi. Virtuosi são freqüentemente compositores também. Só há em nosso país dois violonsitas virtuosos: o Robson Miguel e seu discípulo, Julio Figueirêdo.

O violão popular é qualquer gênero musical acessível ao público em geral. Distingue-se da música folclórica por ser escrita e comercializada como uma comodidade, sendo a evolução natural da música folclórica, que seria a música de um povo transmitida ao longo das gerações. Como o nome mesmo já diz, é a música do povo, oposta à chamada “música erudita” por ter o foco no intérprete e na performance numa determinada camada social.

A apresentação de 3 Violões conta com:

Hamilton Gonçalves – violonista clássico

Julio Figueirêdo – violonista virtuose

Dade de Oliveira – violonista popular

Hamilton Gonçalves é formado em violão clássico pela UFBA e professor de Música do Seminário de Música do Cuca a mais de 15 anos. Julio Figueirêdo é um discípulo de Robson Miguel, o grande violonista do Brasil da atualidade na área “virtuose”. Julio também estudou na UFBA mas passou a pertencer ao Círculo do Violão Brasileiro em São Paulo e do Castelo do Violão em Ribeirão Pires. É um feirense que viaja o Brasil com seus Concertos e “curiosidades” no violão. Também representa Robson Miguel em sua agenda.

Dade de Oliveira é nosso maior executante do Violão Popular pela sua técnica apurada nas escalas e improvisos, na execução de choros e bossa nova proveniete do jazz e blues. Músico de alto nível e polidez desta geração.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]